Feriados de Natal e Ano Novo não registram mortes por afogamento no Litoral

Os feriados de Natal e Ano Novo não tiveram registro de mortes por afogamento no Litoral do Rio Grande do Sul. Os dados foram divulgados pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS), que comemora os resultados das ações de prevenção na beira da praia. No mesmo período do último veraneio (de 16 de dezembro a 1º de janeiro), quatro pessoas perderam a vida afogadas. O número de salvamentos também diminuiu de 256 para 85 – uma redução de 66%.

De acordo com o subcomandante do CBMRS, coronel Evaldo Rodrigues de Oliveira Júnior, o resultado é um marco para a corporação e se dá pela intensificação das ações preventivas realizadas na beira da praia. “Foram mais de 28 mil intervenções, seja com o apito – chamando a atenção dos banhistas – ou com o diálogo direto. A troca de informações é de extrema importância para que continuemos evitando mortes. Vamos seguir trabalhando para garantir um verão tranquilo à população”, afirmou.

Entre as principais recomendações aos banhistas, estão: procurar balneários protegidos por guarda-vidas, ficar próximo às guaritas, respeitar o mar e estar atento à existência de buracos e correntes de retorno – os “repuxos”. O CBMRS também recomenda atenção às cores das bandeiras fixadas nas guaritas que indicam as condições para banho:

  • Verde – mar bom para banho;

  • Amarelo – cuidado ao entrar no mar;

  • Vermelho – mar perigoso;

  • Preta – mar impróprio para banho;

  • Púrpura – ocorrência com animais (possibilidade de incidentes com águas vivas).

Além disso, a bandeira de cor azul indica que uma pessoa foi encontrada. Os guarda-vidas distribuem pulseiras de identificação para evitar, principalmente, que crianças se percam na beira da praia. “Na orla, a atenção dos pais deve ser redobrada. Para ajudar, disponibilizamos as pulseiras que também podem ser retiradas nas guaritas. Nelas, os responsáveis podem colocar informações da criança, como nome e telefone para contato em caso de emergência”, explicou o subcomandante.

O CBMRS atua em 329 postos de salvamento, divididos em balneários com água salgada e alguns com água doce. A previsão é que, neste mês, o contingente seja reforçado com a formação dos guarda-vidas temporários.

Texto: Carine Bordin/Ascom SSP
Edição: Sílvia Lago/Secom

Deixe uma resposta