Polícia faz buscas em celas da Penitenciária de Osório

0407-drogas-modulada

Agentes da Polícia Civil e da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) cumpriram mandados de buscas e apreensão, nesta terça-feira (04), em duas celas da Penitenciário Modulada de Osório. Os alvos eram integrantes de uma quadrilha acusada de envolvimento com homicídios e tráfico de drogas em várias cidades do Litoral Norte.

A investigação realizada pela Delegacia de Polícia de Xangri-lá apurou que o líder deste grupo criminoso, mesmo dentro da prisão, ordenou homicídios e controlava a movimentação de armas e distribuição de drogas em várias cidades da região, como Capão da Canoa, Tramandaí e Torres. Conforme o delegado Roland Short, o comando da quadrilha do interior da Penitenciária ficou claro a partir da quebra de sigilo telefônico dos bandidos autorizada pela Justiça.

Na ação foram aprendidas 74 porções de maconha, 38 porções de cocaína e 136 pedras de crack. Os policiais também localizaram 10 celulares, seis chips de telefonia e dois cartões de memória. O material foi jogado pelas janelas das celas antes do início da revista, o que impossibilitou confirmar se os entorpecentes e outros produtos ilícitos estavam com os presos que são alvos da operação.

As buscas na prisão fazem parte da Operação Verdugo, deflagrada a partir de homicídios registrados neste ano, em Xangri-lá, em que os corpos das vítimas foram enterrados, inclusive com um caso de decaptação. Quatro homens foram presos e três adolescentes apreendidos por envolvimento nos assassinatos.

Leave a Reply