A Brigada Militar (BM) teve trabalho durante o feriado de Réveillon. Segundo o Comando Regional de Polícia Ostensiva do Litoral (CRPO Litoral), entre os dias 30 de dezembro de 2020 e o último domingo (3), foram registradas apenas aqui na região 93 prisões. De acordo com o coronel Marcel Vieira Nery, nesse período foram desencadeadas inúmeras Operações como: a ‘Boas Vindas’, com utilização de cães de faro nas rodoviárias; a ‘Sossego’, buscando coibir a utilização de equipamentos sonoros em locais e horários inadequados; e a ‘Avante Força Total 24 Horas’, que incluiu a realização de barreiras policiais, além da apreensão de armas e drogas e captura de foragidos.

Os números do CRPO Litoral mostram que ao todo, foram abordadas 4.434 pessoas. Também foram fiscalizados 2.669 veículos, sendo 232 autuados por irregularidades. Além disso, os Policiais Militares (PMs) fiscalizam 155 casos de perturbação do sossego público e, em auxílio as Guardas Municipais, atenderam 88 denúncias de aglomerações, em diversas cidades da região.

Entre as aglomerações, duas acabaram em confronto entre policiais e alguns veranistas, o que obrigou os PMs utilizarem bombas de efeito moral para dispersar a multidão. A primeira ação ocorreu na madrugada de sábado (2), na Avenida Beira-Mar, em Imbé, e contou com o apoio do Guarda Municipal.De acordo com o coronel Nery, mais de três mil pessoas estavam no local. Ainda segundo o comandante, durante a dispersão, um homem de 24 anos arremessou uma garrafa de vidro contra os policiais, mas por sorte ninguém ficou ferido. O jovem foi preso e encaminhado a Delegacia de Polícia (DP) de Imbé, onde foi registrada a ocorrência. Porém, o homem foi solto horas depois.

Em Cidreira, também foi registrado aglomeração. Segundo a nota da BM divulgada nesta segunda-feira (4), haviam aproximadamente mil pessoas na avenida da praia. Durante a dispersão foram arremessadas pedras e garrafas contra os policiais. Para conter os agressores, os policiais precisaram revidar com o uso de granadas de gás lacrimogêneo e disparos com bala de borracha. De acordo com a BM, ninguém ficou ferido e nenhuma pessoa foi presa.

O coronel Nery ressalta que a Brigada Militar não é responsável pela fiscalização de aglomerações ou se as pessoas estão ou não utilizando máscara. Vale ressaltar que essa responsabilidade fica a cargo das Guardas Municipais e que a BM, apenas auxilia no combate a proliferação do novo coronavírus.

Foto: BM