brigadaNa noite de ontem 29/11 por volta das 23h, pelo menos três meliantes conseguiram adentrar na agência do Banco do Brasil em Santo Antônio da Patrulha e com o auxílio de um maçarico, arrombaram um dos caixas eletrônicos. A ação foi rápida e calculada pois levou poucos minutos para realizarem o intento. Segundo informações, os meliantes antes de praticarem o furto, jantaram tranquilamente em uma lanchonete em frente ao banco cuidando a movimentação do local. O carro utilizado pelos criminosos seria um Renault Logan cor prata, rebaixado. O alarme do banco foi acionado e a Brigada Militar através do Sargento Roberto e Soldado Iuri imediatamente dirigiram-se ao local, ao chegarem depararam-se com a porta eletrônica travada devido a mesma trancar automaticamente às 20h. Suspeita-se que os criminosos tenham “travado” a porta utilizado algum material minutos antes da mesma trancar. A Polícia Civil esteve no local através do plantonista, Jorge Collar que acionou a Perícia para colher as impressões digitais e possíveis pistas deixadas pelos meliantes.

Pela manhã de hoje 30/11 por volta das 05h40min, o sub-gerente da agência compareceu no local e constatou o delito porém como a Perícia ainda não havia chegado, a agência continuou isolada pela BM não sendo permitida a entrada de ninguém no interior da mesma afim de não prejudicar a cena do crime. Não havia previsão de quando a Perícia iria chegar e portanto sem previsão também do funcionamento da agência, pelo menos na manhã de hoje.

“O caixa que os ladrões escolheram para arrombar é o que tinha menos dinheiro”, disse o sub-gerente. Acredita-se quem em questão de horas a polícia já terá as imagens das câmeras de vigilância do banco e de uma residência próxima onde deverá se saber quem foram os autores do crime ou pelo menos alguma pista para iniciar as investigações.

Suspeita-se que pela rapidez e precisão quanto no arrombamento, deva ser alguém que já trabalhou na fabricação ou conhece muito bem os caixas eletrônicos, não descartando a hipótese destes meliantes serem inclusive oriundos do Estado de Santa Catarina, onde há muitas fábricas destes equipamentos.