A cobrança extra na conta de luz será menor a partir de 1º de fevereiro no Brasil. A principal alteração, aprovada nesta terça-feira (26) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), é a criação de um novo patamar de cobrança no sistema de bandeira tarifária.

No novo patamar, a taxa extra a ser paga pelos consumidores na chamada bandeira vermelha vai cair dos atuais R$ 4,50 para R$ 3,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumidos. Já a bandeira vermelha patamar 2 continua a encarecer a conta de luz em R$ 4,50 a cada 100 kWh.

O sistema hoje tem três patamares, representados pelas bandeiras verde, amarela e vermelha. Na verde, não há custo adicional e, portanto, os consumidores não pagam nada a mais na conta de luz. Nos demais casos, é prevista taxa extra de R$ 2,50 e R$ 4,50 para cada 100 kWh consumidos, respectivamente.

O sistema de bandeiras tarifárias soma uma taxa extra às contas de luz quando o custo de produção de energia aumenta no País.

Confira como é o sistema de bandeiras tarifárias hoje:

GAÚCHA