Em meio a quarentena devido a pandemia causada pelo novo coronavírus, a Brigada Militar (BM) flagrou um racha sendo realizado na cidade durante a tarde deste domingo (12), em Capão da Canoa. Segundo a BM, aproximadamente 100 pessoas estavam reunidas na Estrada da Laguna para realizarem e assistirem as corridas de moto.

Ao chegarem ao local, a maioria saiu em disparada, conseguindo fugir sem serem identificados. Entretanto, os policiais conseguiram apreender três motocicletas. Dessas, duas já tinham baixa no Departamento de Trânsito (Detran) e não podiam estar circulando. Já a outra estava com a documentação vencida.

Outros 10 veículos também foram apreendidos e encaminhados ao depósito da cidade. Um homem e dois adolescentes que estavam com as motos foram detidos e encaminhados a Delegacia de Polícia, onde foi registrada a ocorrência.

OUTRA OPERAÇÃO

Na madrugada de sexta-feira (10), na BR-290, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou uma operação para coibir rachas e manobras perigosas na Freeway. Ao todo seis pessoas foram presas e seis veículos foram autuados.

Nas últimas semanas, a PRF recebeu várias ligações via telefone 191 denunciando um grupo com motocicletas potentes que nas noites e madrugadas transitava em alta velocidade na Freeway e exibia manobras perigosas, colocando em risco os usuários da rodovia. Ao serem despachadas as viaturas da PRF para os locais informados, os policiais não encontravam nada.

As denúncias continuaram, fazendo com que o serviço de inteligência da PRF fosse acionado. Os agentes federais descobriram então que o grupo tinha participantes que se posicionavam com carros em alguns pontos da rodovia para monitorar a movimentação policial e realizar filmagens que eram postadas nas redes sociais.

Na quinta-feira (9) foi montada uma operação que contou com o monitoramento dos policiais da inteligência e com viaturas operacionais, incluindo as motocicletas da PRF. Já no início da madrugada de sexta-feira (10), após o grupo ser visualizado pelos agentes de inteligência, foi montada uma barreira próximo à Unidade Operacional da PRF onde os veículos foram interceptados.

Os seis condutores foram presos e liberados após assinarem Termo Circunstanciado de Ocorrência, que será encaminhado ao Ministério Público Estadual com os vídeos produzidos. Os veículos foram autuados pelas diversas infrações de trânsito cometidas, como exibição de manobra, alteração de características e placas sem visibilidade, e removidos ao depósito credenciado.

A polícia não informou se o grupo apreendido tem alguma relação com os indivíduos que estavam realizando rachas em Capão da Canoa. O caso segue sendo investigado.

Foto: PRF


There is no ads to display, Please add some