Na quarta-feira (7), foi realizada no Centro de Formação Aeropolicial (CFAer) da Brigada Militar (BM), em Capão da Canoa a formatura de conclusão do curso teórico de piloto comercial de avião e helicóptero. Ao todo, três militares receberam o certificado de conclusão do curso: o major João Marcelo dos Santos, o capitão Marcelo Segala Constante e a capitã Mariana Tigik Hoffmann.

Mariana é a primeira mulher aviadora da corporação. Não bastasse isso, a capitã da BM ficou em primeiro lugar no curso. “A experiência do voo é melhor do que eu imaginava, era tudo o que eu esperava e mais um pouco”, afirmou. “Inicialmente, precisávamos nos ambientar com o novo espaço, novas rotinas e novos conteúdos a serem estudados. Um novo mundo dentro da Brigada”, disse a capitã no discurso de formatura.

A entrega dos certificados foi realizada pelo comandante-geral da BM, o coronel Vanius Cesar Santarosa. Além dele, também estiveram presentes na cerimônia: o Comando Regional de Policiamento Ostensivo do Litoral (CRPO LITORAL), o Coronel Leandro Oliveira da Luz; o comandante do 2° Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (BPAT), o tenente coronel Aurélio da Rosa, além de outras autoridades civis e militares.

CURSO – O curso teórico de piloto comercial de avião e helicóptero é parte do processo de formação de oficiais que buscam exercer suas funções nas atividades de policiamento aéreo da corporação. A capacitação começou em fevereiro, com disciplinas de meteorologia, navegação aérea, teoria de voo, regulamentos, conhecimentos técnicos, entre outras matérias curriculares. Em decorrência das restrições impostas pela pandemia, o CFAer adequou os conteúdos para que tivessem o menor impacto possível na formação dos oficiais.

Com a conclusão do curso teórico de piloto comercial de avião e helicóptero, os formandos têm a base teórica para o exercício da função nas unidades aéreas da corporação e poderão dar continuidade na habilitação prática.

FOTOS: Everton Ubal

Os oficiais formados: Capitã Mariana, capitão Marcelo Constante e o major João Marcelo dos Santos.