PANDEMIA do coronavírus está como o combate do mosquito da dengue. Milhões são gastos anualmente no combate ao mosquito, ao tratamento da dengue e em equipes de controle de endemias, mas cada dia surge novos focos e aumentam os casos. Se um mosquito que tem controle mais fácil se arrasta por anos no combate, o coronavírus certamente está seguindo o mesmo rumo. Governadores e prefeitos acreditam que o isolamento vai salvar vidas, mas o Covid-19, trazido pelos viajantes brasileiros estarão a matar os pobres que sustentam o serviço público que tem feito política sortida contra o presidente, mas esqueceram por décadas de investir na saúde pública da população e agora demonstram o quanto foi roubado do Estado sem investimentos para melhoria do povo.

INCÊNDIOS na região aumentaram em número de focos. A seca persistente tem feito da palha e folhas secas o combustível para este tipo de acontecimento. Além disso, há pessoas que não se conscientizam de que vidros, cigarros acesos e outros podem dar início a um foco de incêndio eu poderá gerar danos a muitas pessoas, como ocorreu no Bosques do Albatroz que poderia atingir as casas e a rede elétrica. Foi necessário interromper o fornecimento de energia no local por segurança, sendo restabelecida logo após debelado o sinistro. Isso sem falar em algumas pessoas que colocam fogo de forma irresponsável, como ocorreu na semana passada em terreno baldio por pessoa que criminosamente colocou fogo na palha seca, sendo apagado por moradores do entorno.

APOSENTADOS e pensionistas do INSS vão começar a receber a partir do dia 25 de maio a segunda parcela do 13º salário. A primeira parcela teve pagamento até o dia 8 de maio e a segunda já tem o calendário definido para iniciar o pagamento que se estenderá até o dia 5 de junho. Nesta segunda parcela poderá haver o desconto do Imposto de Renda devido, mas é uma boa notícia para os beneficiários que somente receberiam em dezembro a 2º parcela. Para quem tem o saque aniversário do FGTS, poderá sacar valores de contas ativas ou inativas em percentuais que variam de 50% a 5% dependendo do saldo existente. Para quem tem saldo acima de R$ 500,00 ainda pode sacar um adicional que varia de acordo com saldo entre R$ 50,00 e R$ 2.900,00 (para saldo do FGTS acima de R$ 20 mil que pode sacar 5% e mais este adicional de R$ 2.900,00).