PREFEITOS e governadores pelo visto nada entendem de contaminação por vírus ou sequer leram a respeito. As regras básicas para se evitar a propagação do coronavírus são simples: evitar aglomerações (pode haver alguém infectado e transmitir aos demais), manter-se afastado por 1 a 2 metros de distância (um espirro pode projetar saliva contendo o vírus até esta distância) se não estiver usando máscara, por isso a importância da máscara, pois uma pessoa pode espirrar por reação alérgica no local em que a pessoa está e você não sabe se esta pessoa está ou não com o vírus. Sempre que possível ao sair para fazer algo importante na rua, comprar algo, usar o corrimão de escadas, elevadores ou tocar em algo que outra pessoa possa ter tocado recentemente e contaminado: LAVE AS MÃOS ou PASSE O ÁLCOOL GEL 70%. Por isso é bom carregar um frasco consigo caso no local não encontre algum. Por último e não menos importante o uso de máscara ao sair e ter contato com outras pessoas, mesmo estando a distância.

JUIZ federal Waldemar de Carvalho, do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), rejeitou o pedido da Atea (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos) para impedir o presidente Jair Bolsonaro de usar a TV Brasil para falar de Deus ou de Igrejas. A Atea entrou com ação civil pública argumentando que o presidente desrespeitou o princípio constitucional de separação entre o Estado e a Igreja e que, por isso, deveria ser proibido de fazer  de novo proselitismo religioso na emissora estatal.Coisa de comunistas, acabar com a religiosidade, com a família, com a educação e com a livre iniciativa. MST e os Sem teto certamente continuarão tentando acabar com a propriedade privada, ou seja, ninguém terá uma casa para chamar de sua tudo pertencerá ao Estado e louvar o capeta.