GRANDE redução de gastos produzidos pela secretária de Administração Lisete dos Anjos pelo visto somente se restringiu a cortar as publicações legais em jornal impresso onde são divulgadas as licitações e contratos fechados com o poder públicos para conhecimento dos contribuintes. No entanto, o mesmo não acontece com outros veículos de comunicação que cedem espaço para divulgação da administração. De resto os gastos foram generosos com recursos da Saúde e pelo visto com milhares de impressos.

TRAMANDAÍ nem precisa da chegada do veraneio. A movimentação durante a semana é intensa e comércio com grande movimento. Se for realizado um levantamento da origem de tamanha movimentação certamente será de 80% de funcionários públicos de todos os poderes que estão em quarentena. Pobre não tem esta regalia. Aos finais de semana o movimento de veículos tem sido menor que meses anteriores, mas isto certamente se deve ao fato que muitos vieram para ficar aderindo ao #fiqueemcasa da praia.

PRÉ-CANDIDATURAS seguem na indefinição de ocupantes do cargo de vice-prefeito. Há expectativas de novos nomes surgirem de agremiações pouco conhecidas, mas que ganharam força com apoio a Bolsonaro. Tudo indica que o PDT vai mesmo levar a candidatura própria tendo a professora Lourdes Helena como pré-candidata a prefeita e segue agora o novo dilema de amealhar um nome para vice da chapa. O MDB, com Roger Caputti ainda não tem o vice indicado, mas há negociações para um novo nome na política de partido aliado a Bolsonaro. Já a candidatura de Martim Tressoldi surge o nome de Eduardo Scainni para ser o vice. Hélio Bogado ainda não se definiu quanto ao vive.