PARTIDO Progressista foi o partido com o maior número de prefeituras entre os 23 municípios do Litoral Norte. São nove municípios que elegeram seus candidatos da agremiação: Cidreira, Itati, Mostardas, Santo Antônio da Patrulha, Tavares, Torres, Tramandaí, Três Cachoeiras e Morrinhos do Sul. A nível de Brasil, entre os 5.567 municípios, já foram definidos como sendo o segundo partido que mais prefeituras conquistou em relação a eleição de 2016, acrescentando 184 novas prefeituras. O primeiro foi o DEM com mais 190 em relação ao pleito de 2016.

PARTIDOS que mais perderam o comando de municípios foram o PSDB (reduziu 278 municípios) e o MDB que viu reduzir 264 municípios do total de 1.037 que haviam conquistado em 2016. Com isto o Brasil cresceu a participação de partidos de centro-direita. As aberrações eleitorais estão em São Paulo e Porto Alegre, mas a paradinha da apuração de três horas em termos de meios digitais é uma eternidade e muita coisa pode acontecer neste ínterim.

CÂMARA de Osório mesmo mantendo o equilíbrio de forças teve uma importante renovação que atingiu 66% da atual composição de vereadores. O MDB teve a vantagem de substituir a vaga de Roger pelo novato na política João Batista e vindo a conquista o cargo de prefeito. Martim Tressoldi (ex-PP) foi eleito vice de Roger e no seu lugar de fiel da balança no Legislativo passou a Miguel Calderon (PP) que também terá seu primeiro mandato como vereador. Todas as vagas ocupadas pelo PDT foram renovadas, não havendo nenhuma reeleição. Todos os vereadores eleitos do PDT são iniciantes e, portanto, terão um importante papel a desempenhar na fiscalização do Executivo, assim como na elaboração de leis e análises de projetos do Executivo.

DESVIOS provocados pelo ex-secretário Emerson Magni provocou a “destruição” do partido que o acolheu. O efeito fez com que não houvesse a reeleição de nenhum dos vereadores, além do partido ter ficado sem rumo e ter que apoiar o vice Eduardo Renda para ser o candidato do partido. A indicação de Lurdes Helena de última hora em nada acrescentou, até mesmo pode ter agravado a crise dentro da agremiação.

ELEIÇÃO de Roger Caputti a prefeito com grande diferença demonstra que a comunidade já ansiava por mudança. Os fatos deste ano somente levaram mais lenha a fogueira. Foram 16 anos tendo o PDT no Executivo e que mesmo diante de muitas realizações também se viu protagonizando um dos piores momentos da administração municipal diante do desvio de recursos da Saúde em plena pandemia, quando o slogan era “salvar vidas”.

SISTEMA de apuração do TSE foi uma vergonha e algo temeroso a ser revisto para as próximas eleições para deputados estaduais, deputados federais, senadores, govenadores e presidente da República. Tal entrave possibilita a existência de fraude, perda de dados e demora na divulgação. Foram milhões gastos em sistemas de segurança e sistema informatizado de apuração, além do custo de programação para um resultado pífio e eu ainda não possui todas as informações sobre o pleito nas 5.670 cidades do país. A Caixa Federal pago a 63 milhões de brasileiros o auxílio emergencial e ainda teve o cruzamento dos dados par apurar irregularidades e suprimir a quem não tinha direito ao benefício. Um exemplo de agilidade, mesmo tendo a federação de funcionários da Caixa realizando críticas ao pagamento pela instituição.

MINISTROS Barroso e Fachin queriam demonstrar o poder único do TSE unificando as apurações todas em Brasília, eliminando o trabalho eficiente de todos os TREs que rapidamente apuraram os dados da eleição. Será que há intenção de que sejam fechados os TREs a ponto de deixá-los ociosos num momento importante da vida nacional. Felizmente os TREs estavam atentos e muitos demonstraram a agilidade e eficiência que o TSE a “peso de ouro” não teve.

PESQUISAS realizadas pelos partidos concorrentes em Osório não foram divulgadas, restringindo-se a consumo interno, a não ser na quinta-feira quando o MDB divulgou sua última pesquisa, já configurando a vitória. Desta vez não havia mala preta e nem bolsa recheada que inverteria o resultado na cala da noite ou no boca-de-urna.