PESQUISAS eleitorais que já não tinham credibilidade ficou mais evidente que institutos falharam e feio nesta eleição. O pior de tudo é que todas as pesquisas para prefeitos de capitais, principalmente de Porto Alegre sempre apresentam candidatos de esquerda com vantagens sobre o opositor. Pior do que isto é ver emissoras de televisão propagando este fake News e buscando dar repercussão midiática aos dados. Pesquisa é meramente um momento da campanha que se busca refletir a tendência do eleitorado. Mas tudo depende da seriedade dos institutos, bem como de quem contrata a pesquisa.

FUTURA administração da cidade terá o setor de planejamento e que tem como objetivo buscar recursos para projetos especiais a serem desenvolvidos. A comunidade espera que entre os projetos esteja a recuperação da Lagoa do Marcelino e de toda a sua urbanização, integrando este manancial ao paisagismo da cidade. Raríssimas são as cidades que possuem em sua área urbana uma lagoa (mesmo que fétida e poluída) que possa servir para o laser e turismo da cidade. As gestões pedetistas falaram muito em “revitalização”, mas com todos os recursos que possui não foi capaz de tocar um projeto ambicioso para o bem de toda a cidade.

PORTO Alegre sepultou as pretensões do PSOL que carregava na bolsa da candidata toda a tralha petista. Todas as capitais do país souberam dizer não a esquerda comunista que busca segregar a população por gênero, cor, raça desconsiderando que todos somos brasileiros e frutos de miscigenações. Agora é buscar a transformação na educação para o desenvolvimento do país. Universidades devem servir a população com suas tecnologias em retribuição ao dinheiro público que consomem. O ensino público e gratuito é para dar conhecimento, técnica e transformar o Brasil numa potência mundial.