GOVERNADORES e prefeitos querem assumir o poder de Iemanjá das ondas do mar e estes das ondas da Covid 19. Já deram início a onda de fechamento de empresas, a onda de empobrecimento da população e, para gastar R$ 2 bilhões do fundo eleitoral criaram a nova onda da pandemia. A cada ampliação das restrições de um dia para o outro provocam a correria aos supermercados, farmácias e postos de gasolina com enormes filas como as vistas na última sexta-feira. A ideia é conter a população e não conscientizar sobre a contaminação e ainda demonizar protocolos preventivos para saldar o glorioso gerador de mortes Agripino Dória. Tudo começou por São Paulo que é a recordista em restrições, mortes e em número de casos. Governador Eduardo Leite está levando os gaúchos para o mesmo destino dos paulistas.

HOSPITAL São Vicente de Paulo, em Osório, além dos 20 leitos contratados já possui mais de 15 leitos extras ocupados, além de toda a ala SUS do Hospital. Na sexta-feira várias ambulâncias chegavam a todo momento com pacientes em estado grave contaminados pelo coronavírus. A prevenção é simples, higienização das mãos sempre que chegar a algum local e ao sair com álcool ou água com sabão; uso da máscara corretamente e manter distanciamento das pessoas em qualquer ambiente. Aglomerações nem pensar, pois nunca se sabe se no local há alguém infectado e possa estar contaminando o local. Isto serve inclusive dentro de casa.


There is no ads to display, Please add some