A Caixa Econômica Federal iniciou nesta segunda-feira (20) o pagamento quarta parcela do auxílio emergencial para os beneficiários do Bolsa Família. Ao todo, são 19,2 milhões de pessoas que vão receber o dinheiro nessa etapa. O recurso é destinado a ajudar os mais vulneráveis a enfrentar a crise provocada pela pandemia causada pelo novo coronavírus. As parcelas são de R$ 600 e/ou R$ 1,2 mil (mães solteiras).

A transferência dos recursos segue o calendário habitual do Bolsa Família para todos os integrantes do programa, conforme o final do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário. Ontem (segunda-feira), o pagamento foi para os beneficiários com NIS final 1. Nessa terça-feira (21), é a vez daqueles com o NIS final 2 e assim por diante (exceto final de semana), até o NIS final 0 no dia 31 deste mês.

DEMAIS TRABALHADORES

Para os demais beneficiários do Auxílio Emergencial, a quarta parcela começa a ser paga na quarta-feira (22). A data é para aqueles que estavam no Cadastro Único, e para os inscritos por meio do aplicativo e do site que receberam a primeira parcela até 30 de abril. Os demais aprovados também recebem a partir de 22 de julho: aprovados no segundo lote recebem a terceira parcela; aprovados no terceiro e quarto lotes recebem a segunda; e novos aprovados vão receber o primeiro pagamento. (Veja o calendário completo no final do texto). Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site: www.auxilio.caixa.gov.br.

BALANÇO

Segundo o Ministério da Cidadania, os pagamentos do auxílio emergencial chegaram a 65,2 milhões de pessoas, no total de R$ 121,1 bilhões. Além dos integrantes do Bolsa Família, são elegíveis a receber o auxílio emergencial 10,5 milhões de pessoas do grupo do Cadastro Único e outras 35,7 milhões do grupo de trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos, desempregados e contribuintes individuais do INSS que solicitaram o benefício via site ou aplicativo da Caixa.

QUINTA E SEXTA PARCELA

O governo federal desistiu de fragmentar o pagamento das duas próximas parcelas do auxílio emergencial. Dessa forma, mais de 65 milhões de brasileiros beneficiados com o programa irão receber mais dois pagamentos de R$ 600. O calendário foi divulgado pelo Ministério da Cidadania na última sexta-feira (17), no Diário Oficial da União.

A ideia de desmembrar o pagamento do auxílio foi do ministro da Economia, Paulo Guedes, segundo ele, o parcelamento das novas parcelas poderia ser feito em até quatro vezes de forma que o valor seria reduzido até que os beneficiários deixassem de receber. Depois de crítica por parte dos parlamentares, o governo recuou e alguns representantes da oposição chegaram a pedir a manutenção do benefício de R$ 600 por mês até o final de 2020.

SAQUE DO FGTS

A Caixa também realizou nesta segunda (20) o crédito emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para trabalhadores nascidos em abril. No total, serão liberados, de acordo com todo o calendário, mais de R$ 37,8 bilhões para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores.

O pagamento do saque emergencial está sendo feito por meio de crédito na Conta Poupança Social Digital, aberto automaticamente pela Caixa em nome dos trabalhadores. O valor do saque é de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas ativas ou inativas com saldo no FGTS.

O calendário foi estabelecido com base no mês de nascimento do trabalhador (Veja como ficou o cronograma de pagamento do FGTS no final da matéria). Caso não haja movimentação na conta de economia social digital até 30 de novembro deste ano, o valor será devolvido à conta do FGTS com a devida remuneração do período, sem prejuízo para o trabalhador. Se após esse prazo o trabalhador decidir fazer o saque emergencial, poderá solicitar pelo Aplicativo FGTS até 31 de dezembro de 2020.

A Caixa disponibiliza os seguintes canais de atendimento para informações sobre o saque emergencial do FGTS: site: www.fgts.caixa.gov.br; Telefone:111 – opção 2, Internet Banking Caixa e aplicativo do FGTS.

PAGAMENTO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Beneficiários do Bolsa Família (quarta parcela)

NISPAGAMENTONISPAGAMENTO
Final 120/07Final 627/07
Final 221/07Final 728/07
Final 322/07Final 829/07
Final 423/07Final 930/07
Final 524/07Final 031/07


PAGAMENTO FGTS

NASCIMENTODEPÓSITOSAQUENASCIMENTODEPÓSITOSAQUE
Janeiro29/0625/07Julho10/0817/10
Fevereiro06/0708/08Agosto24/0817/10
Março13/0722/08Setembro31/0831/10
Abril20/0705/09Outubro08/0931/10
Maio27/0719/09Novembro14/0914/11
Junho03/0803/10Dezembro21/0914/11