17737027Um homem e uma mulher, ambos com 40 anos, foram presos nesta quarta-feira, em Cidreira, no Litoral Norte, por suspeita de estupro. A vítima, uma menina de seis anos, é a filha do casal. A prisão temporária por 30 dias serve para afastar os suspeitos da criança até que o inquérito seja concluído.

— Hoje, passamos quase o dia todo conversando com a menina, usando a linguagem dela, sem pressa. A narrativa dela sobre o que acontecia é complexa, tem detalhes, descrições. Não são coisa de imaginação — afirma a delegada Ana Luiza Moura Tarouco, titular da DP de Cidreira.

O caso chegou à DP há cerca de 10 dias. O relato de professoras da menina davam conta de um comportamento inadequado na escola. A aluna demonstrava uma sexualidade totalmente anormal para a idade, o que chamou a atenção. Quando a criança contou parte do que vivia em casa, decidiram que era a hora de chamar a polícia.

Ainda de acordo com a delegada, o casal seria usuário de drogas. A guarda da criança já era dos avós paternos. Mas como todos moram no mesmo terreno, o contato com os pais persistia.

O pai negou qualquer tipo de abuso contra a filha. A mãe chegou a dizer que suspeitava de algo, mas que não tinha certeza de nada. Para a delegada, a partir do relato da menina e do que professoras ouviram, o pai cometia abusos com o aval da mulher.

Já nesta quarta, foram encaminhados ao sistema penitenciário. O inquérito segue, aguardando a realização de perícias e laudo psicológico da menina. Até agora, segundo a delegada Ana Luiza, a tendência será o indiciamento por estupro de vulnerável.