thumbsEntre os dias 08/09/2015 e 09/10/2015, em atuação coordenada em todo o Brasil, o Ministério Público Federal fez a avaliação dos portais da transparência dos 5.568 municípios e 27 estados brasileiros.
O exame levou em conta aspectos legais e boas práticas de transparência e foi feito com base em questionário elaborado pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA). Seu objetivo é medir o grau de cumprimento da legislação, por parte de municípios e estados, numa escala que vai de zero a dez.
Entre as perguntas formuladas estão se o site tem ferramenta de busca, se disponibiliza receitas e despesas com empenhos completos, contratos firmados na integra, informações dos processos licitatórios, diárias e salários dos servidores, atendimento ao cidadão com retorno de informações, entre outros.
No litoral Norte a classificação da maioria dos municípios foi muito ruim, com algumas exceções.
Confira a colocação dos municípios do litoral Norte no ranking estadual.

Osório – 9º lugar

Três Forquilhas – 92º lugar

Morrinhos do Sul – 158º lugar

Tramandaí – 174º lugar

Capivari do Sul – 194º lugar

Terra de Areia – 217º lugar

Cidreira – 230º lugar

Palmares do Sul – 236º lugar

Torres – 245º lugar

Três Cachoeiras – 278º lugar

Capão da Canoa – 298º lugar

Balneário Pinhal- 307º lugar

Xangri-Lá – 357º lugar

Arroio do Sal – 367º lugar

Dom Pedro de Alcântara – 387º lugar

Imbé – 408º lugar

Maquiné – 431º lugar

Caraá – 432º lugar

Mampituba – 446º lugar

Itati – 462º lugar

O estudo completo pode ser acessado http://www.combateacorrupcao.mpf.mp.br/