Consulta ao 6º lote do Imposto de Renda abre nesta terça-feira Roberto Scola/Agencia RBS

O bolso de mais dois milhões de contribuintes estará mais folgado neste mês com o crédito bancário do Imposto de Renda 2016. O sexto lote poderá ser consultado a partir das 9h desta terça-feira. Ao todo, mais de R$ 2,6 bilhões serão restituídos.

O pagamento será realizado no dia 16 de novembro. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar o site da Receita Federal ou ligar para o telefone 146 (ligação gratuita de telefone fixo — preço da tarifa local para ligações feitas de celular). A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilitam consulta às declarações e situação cadastral no CPF.

O contribuinte que necessita verificar se caiu na malha fina pode acessar o extrato do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte).

SEXTO LOTE DE RESTITUIÇÃO DO IRPF

QUANDO SERÁ POSSÍVEL CONSULTAR?

/// A partir das 9h de terça-feira (dia 8) será possível conferir.
/// O contribuinte deverá acessar o site www.receita.fazenda.gov.br ou ligar para o telefone 146.
/// A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações e situação cadastral no CPF.

QUANDO SERÁ O PAGAMENTO?

/// O crédito do valor será no dia 16 deste mês.

SE NÃO HOUVER O DEPÓSITO?

/// O contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento: 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

SE NÃO ESTIVER NESTE LOTE

/// Não significa, necessariamente, que caiu na malha fina. Será liberado mais um lote em dezembro. Sua restituição pode entrar no próximo.

COMO SABER SE ESTOU NA MALHA FINA?

/// O contribuinte que necessita verificar se caiu na malha fina pode acessar o extrato do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte).

SE EU ESTIVER, COMO PROCEDER?

/// Neste caso, o ideal é se antecipar à intimação da Receita e tentar regularizar sua situação. No extrato do IR, é possível consultar quais as pendências existentes no documento entregue e suas possíveis causas.
/// Após verificar quais inconsistências foram encontradas pela Receita Federal na declaração do IR, é possível enviar uma declaração retificadora.
/// Quando a situação for resolvida, o contribuinte sai da malha fina e, caso tenha direito, a restituição será incluída nos lotes residuais do Imposto de Renda.