Corpo de mulher é encontrado enterrado em Xangri-lá

O quarto suspeito de envolvimento em uma quadrilha de matadores que atua no Litoral Norte foi preso, nessa sexta-feira (02), e apontou o local onde estava enterrado o corpo de uma mulher desaparecida há mais de um mês. O cadáver foi localizado pela Polícia, em uma cova rasa na areia, no limite entre Xangri-lá e Osório. Agentes da Delegacia de Xangri-lá, com apoio de policiais de Capão da Canoa, prenderam Marco Aurélio Silva da Silva.

O suspeito de integrar o grupo de matadores estava foragido pelo crime de tráfico de drogas e confessou aos investigadores a participação no assassinato e ocultação de cadáver da mulher. Ledi Maria de Carvalho estava desaparecida desde o dia 04 de abril. De acordo com o titular da Delegacia de Xangri-lá, delegado Roland Short, o preso esclareceu os detalhes da morte que está ligada ao tráfico de drogas. “A vítima seria usuária de drogas e ameaçou contar o que sabia sobre os criminosos”, informou o delegado.

Outros três suspeitos de integrar a quadrilha foram presos em ações realizadas nas últimas semanas pela Polícia Civil no Litoral Norte. Segundo a investigação, o grupo é apontado como responsável por diversos homicídios e tentativas de assassinato em cidades como Xangri-lá, Tramandaí e Capão da Canoa.

As ações da Polícia fazem parte da “Operação Verdugo” (quem é responsável pela execução da pena de morte ou de outros castigos corporais) deflagrada pela Delegacia de Xangri-lá a partir do dia 22 de maio. Em pelo menos três casos, os corpos das vítimas foram enterrados pelos assassinos.

 

365News


There is no ads to display, Please add some