A Polícia Civil confirmou, na manhã desta segunda-feira, que o corpo encontrado às margens do rio Gravataí, em Alvorada, na região Metropolitana, é da menina desaparecida em Porto Alegre. A vítima é Eduarda Herrera de Mello, de apenas nove anos.
O corpo foi encontrado por um popular, que viajava pela ERS 118 e teria parado o carro no acostamento. Pelo barranco – que separa a rodovia do rio – ele avistou a menina e chamou a Brigada Militar. O corpo estava parcialmente imerso na água.
A família foi até o local para fazer o reconhecimento. Quando a perícia confirmou que o corpo era de Eduarda, eles ficaram desesperados. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi ao local para atendê-los.
A criança brincava em frente a casa no bairro Rubem Berta, quando foi sequestrada por um motorista em um carro vermelho na noite de domingo. A menina estava desaparecida desde as 20h45min de ontem.
A Polícia Civil segue as investigações e tenta identificar quem sequestrou a vítima e as motivações para o crime. De acordo com a delegada Andrea Magno, câmeras de monitoramento estão sendo analisadas e algumas testemunhas já prestaram depoimento.
A delegada não comentou quais as principais suspeitas para o crime. “Todas as linhas de investigação estão sendo apuradas. Não descartamos nenhuma causa”, disse. Nenhum detalhe da investigação foi informado para não atrapalhar o caso.

 

CORREIO DO POVO