551b0f7fdbe33Os vereadores de Imbé aprovaram o corte no pagamento de diárias. A sessão ocorreu na terça-feira (13), e o projeto foi aprovado por unanimidade. Dos nove vereadores, apenas um não participou. Primeiro, o presidente da Câmara de Vereadores de Imbé propôs o corte da metade do valor pago pelas diárias. Mas os parlamentares acabaram fazendo mudanças no projeto e, a partir, de agora, se o vereador quiser viajar para outra cidade do estado ou para fora do Rio Grande do Sul, vai ter de gastar do próprio bolso.

Diferente da semana passada, quando houve demora e bate-boca entre os vereadores e moradores que foram ao plenário acompanhar a votação, ontem a sessão durou menos de meia hora. Um levantamento do Tribunal de Contas do estado mostra que Imbé foi o segundo município gaúcho que mais gastou com viagens, diárias e combustível no ano passado. Foram R$ 450 mil reais. Apesar da decisão de corte, os moradores que mais uma vez lotaram o plenário cobram outras medidas.

A Câmara de Vereadores de Imbé aguarda manifestação do Ministério Público e do Tribunal de Contas para decidir se vai ou não devolver o dinheiro gasto no ano passado. O decreto entra em vigor a partir da data da publicação.