Dez dias após o anúncio da Petrobras deredução do preço da gasolina e do diesel, os valores seguem inalterados em Porto Alegre. A reportagem da Rádio Gaúcha visitou 15 postos nesta quarta-feira (26). Desses, apenas dois alteraram o valor em relação ao levantamentorealizado na semana passada.

O posto Shell da avenida Assis Brasil (na esquina do hospital Cristo Redentor) vendia o combustível a R$ 3,73 e reduziu nesta semana para R$ 3,69. Já um posto localizado na avenida Ipiranga, 435, subiu cinco centavos o valor e agora vende o combustível a R$ 3,89.

O valor mais barato encontrado pela reportagem foi de R$ 3,59, em um posto Shell da avenida Pernambuco, nas proximidades da São Pedro, na zona norte de Porto Alegre.

A justificativa dos postos é que o aumento no preço do etanol misturado à gasolina compensou o desconto dado no combustível. Desde março, a mistura de etanol na gasolina é de 27%.

O Procon da Capital está fiscalizando os estabelecimentos e solicitou aos postos as notas das compras para confirmar que a alegação é verdadeira. Até agora, 12 postos já encaminharam documentação ao órgão. Desses, oito comprovaram aumento de 5% a 8% no combustível. O Procon espera concluir a fiscalização até o fim da semana.

Em Gravataí, a reportagem pesquisou os valores em 11 estabelecimentos e em três deles, ao invés de redução, os preços aumentaram até 26 centavos. É o caso do posto Salim, no Centro da cidade, que na última semana vendia a gasolina a R$ 3,49 e aumentou para R$ 3,75. No local, o etanol também subiu 40 centavos e é oferecido a R$3,20.

GAÚCHA