Você sabe em que época e em quais regiões são produzidas e quantos são os produtores envolvidos? Para avaliar essas entre outras informações, a Emater/RS-Ascar, em conjunto com a Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), concluiu o Levantamento da Fruticultura Comercial do RS – 2020. Os dados foram coletados pelas equipes municipais da Emater/RS-Ascar em contato com os produtores e outros atores envolvidos nas cadeias produtivas das frutas. Na pesquisa foram informados dados de área, produção e unidades produtivas totais para cada cultura e município, bem como a área, produção e unidades produtivas em ambiente protegido também para cada cultura e município. A abrangência se estende aos 497 municípios do Estado.

O levantamento faz referência à produção comercial no ano de 2020. Para as culturas que já foram colhidas, considerou-se a produção consolidada; enquanto que para as que ainda estão por colher, considerou-se a expectativa de produção, observando referências históricas. “Os relatórios realizados pela Emater têm o grande objetivo da atualização”, afirma o diretor técnico Alencar Rugeri, ao explicar que, de forma periódica, a Emater/RS-Ascar realiza os levantamentos frutícola e de olerícolas, para visualizar o comportamento de cada setor. “Para nossa satisfação, esses relatórios têm nos apresentado avanços, que nos dão o indicativo de que a Emater está no caminho certo ao trabalhar com a Fruticultura e a Olericultura, na diversificação das atividades e na geração de renda das famílias produtoras”, avalia Rugeri.

PRODUÇÃO, UNIDADES PRODUTIVAS E HECTARES

De acordo com o Levantamento, 37 espécies frutícolas são cultivadas em uma área total de 135.697 hectares, envolvendo 48.811 Unidades Produtivas (UPs) e gerando uma produção de 2.285.543 toneladas. As unidades produtivas representam aproximadamente 13% do total de estabelecimentos rurais do Estado, caracterizando-se na maior parte dos cultivos como atividade que demanda intensa mão de obra familiar ou contratada.

Deste total, os cultivos em áreas protegidas representam 3.982 hectares, em 3.185 unidades produtivas, responsáveis pela produção de 122.676 toneladas. Dos 16 cultivos em área protegida, 3.809 hectares (95,6%) concentram-se em cinco culturas: a maçã, com 2.583 hectares, a uva de mesa, com 586 hectares, o morango, com 496 hectares, o pêssego de mesa, com 104 hectares, e o melão, com 40 hectares. A área restante, de 143 hectares, distribui-se em outras 11 culturas (ameixa, caqui, pera, kiwi, uva indústria, nogueira pecã, amora-preta, framboesa, pitaia, bergamota e laranja).

As principais frutícolas produzidas no RS são uva de indústria (708.645 toneladas, produzidas por 14.275 UPs, numa área de 41.086 hectares, sendo Flores da Cunha o município maior produtor), destinada à fabricação de vinhos, sucos e outros derivados, e a maçã (499.086 toneladas; 740 UPs; e 16.588 hectares, sendo Vacaria o maior produtor), ambas concentradas nas regiões da Serra, Campos de Cima da Serra e Nordeste do Estado.

No Litoral Norte, o destaque é para a produção de banana, sendo Três Cachoeiras, Morrinhos do Sul e Mampituba os maiores produtores do RS, com produtividades próximas ou acima da média estadual. No Estado são produzidas 160.670 toneladas; 4.841 UPs; e 9.790 hectares da fruta.