O pregão eletrônico realizado pelo governo do Estado para a compra de 10 milhões de seringas foi concluído com sucesso. A licitação, garante à administração pública, pelo período de um ano, o fornecimento de seringas pelo preço acertado durante o processo, que foi de R$ 0,36 por unidade, abaixo dos R$ 0,69 estabelecidos como referência pela Subsecretaria Central de Licitações do Estado (Celic), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG) – economia de quase 48%. Ao todo, o material terá um custo de R$ 3,6 milhões, ante R$ 6,91 milhões projetados inicialmente.

A licitação para a compra de seringa hospitalar foi uma demanda de três órgãos do governo estadual, em especial da Secretaria da Saúde (SES), para ser utilizada em campanhas de vacinação, incluindo a previsão de imunização contra o Coronavírus no Estado. O pregão eletrônico foi iniciado na quinta-feira (7), finalizado na sexta (8) e terá o resultado publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) dessa terça-feira (12).

Com os 10 milhões de unidades asseguradas, o material se somará às 4,5 milhões de seringas em estoque no Estado. Além disso, existem cinco milhões de agulhas que podem ser usadas em outras seringas, caso necessário, uma garantia para o início da imunização contra o coronavírus tão logo as vacinas sejam disponibilizadas.


There is no ads to display, Please add some