O governador Eduardo Leite anunciou no final da última sexta-feira (5), que todas as 21 regiões do RS vão permanecer em bandeira preta no sistema de Distanciamento Controlado do Estado até o próximo dia 21 desse mês. Além disso, segue cancelado o sistema de Cogestão, o que obriga todas as cidades a aplicarem medidas mais rígidas para o combate ao novo coronavírus. Com isso, a região de Capão da Canoa (R04 e R05), a qual abrange os 23 municípios do Litoral Norte, vai para sua terceira semana consecutiva em risco altíssimo para transmissão da Covid-19.

LITORAL NORTE

Quanto aos seus quatro indicadores regionais, a região de Capão da Canoa obteve as seguintes bandeiras: nos indicadores de incidência (número de hospitalizações por Covid-19 para cada 100 mil habitantes); projeção de óbitos; e velocidade de avanço (hospitalizações confirmadas nos últimos sete dias/hospitalizações confirmadas nos sete dias anteriores) a bandeira foi Preta. Já em relação ao estágio da evolução na região (ativos/recuperados) a bandeira foi Vermelha.

O número de novos registros de hospitalizações por Covid-19, nos últimos sete dias, comparado com a semana anterior, apresentou um aumento de 35,5%, passando de 76 para 103. Quanto ao número de óbitos, nos últimos sete dias, comparado com a semana anterior, houve um aumento de 57,9%, passando de 19 para 30. O número de internados em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), comparado com a semana anterior, apresentou um aumento de 68,3%, passando de 41 para 69. No caso do número de internados em leitos clínicos para Covid-19, entre as duas semanas verificou-se um aumento de 49,3%, passando de 71 para 106. Para o número de internados em UTI confirmadas para Covid-19, a situação foi de um aumento de 94,1%, passando de 34 para 66.

O número de casos ativos observados na penúltima semana, comparado à anterior, tivemos um aumento de 85,1%, passando de 878 para 1625. Quanto aos casos recuperados nos 50 dias prévios à penúltima semana, comparado à anterior, tivemos uma queda de 11,6%, passando de 2651 para 2344. Com isso a razão entre as duas variáveis teve um aumento de 109,3%, passando de 0.33 para 0.69. Com relação ao número de leitos de UTI livres para atender Covid-19 no último dia, o quantitativo apresentou uma queda de 72,7%, passando de 11 para três.

Vale ressaltar que a quantidade de novas hospitalizações em proporção da população é bastante elevada, refletindo na bandeira Preta para o indicador de incidência na região.

PRINCIPAIS DADOS DA 44ª RODADA

• Número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid-19 aumentou 9% entre as duas últimas semanas (de 2.589 para 2.818);

• Número de internados em UTI por SRAG aumentou expressivamente em 45% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (de 1.527 para 2.220);

• Número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou expressivamente em 58% entre as duas últimas quintas-feiras (de 2.667 para 4.204);

• Número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou expressivamente em 50% entre as duas últimas quintas-feiras (de 1.343 para 2.015);

• Número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS reduziu expressivamente em 111% entre as duas últimas quintas-feiras (de 229 para déficit agregado no Estado de 25 leitos de UTI);

• Número de casos ativos aumentou 54% entre as últimas semanas consideradas (de 24.297 para 37.456);

• Número de registros de óbito por Covid-19 aumentou expressivamente em 61% entre as duas últimas quintas-feiras (de 541 para 872).

LEGENDA MAPA

Bandeira Preta: Regiões de Santa Maria (01 e 02); Uruguaiana (03); Capão da Canoa (04 e 05); Taquara (06); Novo Hamburgo (07); Canoas (08); Guaíba (09); Porto Alegre (10); Santo Ângelo (11); Cruz Alta (12); Ijuí (13); Santa Rosa (14); Palmeira das Missões (15 e 20); Erechim (16); Passo Fundo (17 a 19); Pelotas (21); Bagé (22); Caxias do Sul (23 a 26); Cachoeira do Sul (27); Santa Cruz do Sul (28); e Lajeado (29 e 30).


There is no ads to display, Please add some