A Secretaria Estadual da Saúde recebeu, nessa quarta-feira (3), a última remessa de doses de vacina contra a gripe, sendo 444 mil unidades que vão ser aplicadas até o fim da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza (H1N1, H3N2 e Influenza B) deste ano. Desde o início da campanha, foram recebidas cerca de 5,1 milhões de doses para o atendimento de todos os públicos, uma população estimada em cinco milhões no Rio Grande do Sul.

A previsão é de que a nova remessa esteja disponível para a população a partir da próxima segunda-feira (8). Na etapa atual, todas as pessoas que se encontram nos grupos de risco e ainda não se vacinaram podem procurar as casas de vacina ou postos de saúde para receber a dose, levando em consideração que cada município tem autonomia para definir a melhor estratégia para a população local.

Nesse ano, os grupos incluídos na Campanha de Vacinação contra a Gripe são: pessoas de 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde, das forças de segurança e salvamento; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; caminhoneiros; motoristas e cobradores de transporte coletivo e portuário; indígenas; crianças de seis meses a menores de seis anos de idade; pessoas com deficiência, gestantes e puérperas (mulheres que deram a luz em até 45 dias); adultos de 55 a 59 anos de idade; e professores das escolas públicas e privadas.

APLICAÇÃO DA VACINA

O Rio Grande do Sul, até o momento, aplicou a vacina em 83% de todos os públicos-alvo, com os melhores índices entre os idosos (114%), trabalhadores da saúde (109%) e indígenas (99,18%), e os piores desempenhos entre as crianças (47%) e gestantes (44%).

Em Osório, os números também são bons. Das pouco mais de 13 mil pessoas incluídas nos grupos de vacinação no município em 2020, aproximadamente 96% do total já realizaram a vacinação. Até a última sexta-feira (29/05), foram vacinadas na cidade 13.974 pessoas. Esse número é maior do que o de pessoas incluídas nos grupos de vacinação devido a dois fatores: o município trabalha com uma estimativa em relação ao ano anterior, portanto o número não é 100% certo; e também por causa da distribuição de vacinas a pessoas residentes em outras cidades, o que causa aumento no número de doses aplicadas, e ao mesmo tempo a falta de vacinas para os moradores osorienses.

EM OSÓRIO

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde de Osório, o maior público vacinado foi o dos idosos, com 7.599 doses aplicadas, o que equivale a 138% a mais do que a expectativa para este ano. Outros grupos também cumpriram a meta, como foi o caso dos trabalhadores de saúde,com 1.391 vacinados (93,86%), os indígenas com 67 vacinados (97%) e as puérperas com 59 vacinadas (71,08%). Outros grupos tiveram, até o momento, pouco mais da metade de pessoas vacinadas, como o dos adultos entre 55 e 59 anos (750 vacinados – 60,81%), gestantes (286 vacinadas – 56,52%) e crianças entre seis meses e seis anos de idade (1.680 vacinadas – 54,80%). Também foram vacinados 587 professores; 571 presidiários; 437 trabalhadores de segurança e salvamento; 311 caminhoneiros; 85 funcionários do transporte coletivo; 77 pessoas com deficiência; 49 servidores do sistema prisional; e 25 profissionais do sistema portuário.

A vacinação no município ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no Posto Central e nas Unidades de Saúde de Aguapés, Albatroz, Arroio das Pedras, Atlântida Sul, Caravágio, Glória, Laranjeiras, Palmital, Passinhos e Primavera. Vale ressaltar que nas quartas-feiras dos dias 10, 17 e 24 de junho, haverá atendimento estendido no Posto Central e nas Unidades de Saúde dos bairros Caravágio e Primavera, sempre das 17h e 30min até às 19h e 30min. O Ministério da Saúde aumentou o prazofinal para a vacinação contra a gripe até o dia 30 deste mês.