Pela sétima semana consecutiva, todo o Rio Grande do Sul está em bandeira preta (risco altíssimo de proliferação do novo coronavírus). Divulgados na última sexta-feira (9), os indicadores da 49ª rodada do Distanciamento Controlado mostram uma pequena melhora em relação aos números de internação de leitos clínicos e de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), assim como a queda no número de óbitos.

A análise mostra que houve nova redução – 19%, de 3.743 para 3.048 –, no número de confirmados com Covid-19 em leitos clínicos. O número de internados em leitos de UTI também caiu. Nesse caso, 6%, de 2.489 para 2.341. E óbitos teve queda de 31% nas últimas duas semanas, de 2.124 para 1.475.

Considerando o aumento de 1% no número total de leitos de UTI existentes e a redução de 3% no número de internados, houve nova elevação da razão de leitos de UTI livres para cada ocupado. No entanto, a taxa de ocupação de leitos segue próxima a 100%; incluindo a região de Capão da Canoa (R04 e R05), a qual abrange os 23 municípios do Litoral Norte; o que indica continuidade da pressão sobre o sistema hospitalar.

LITORAL NORTE

Quanto aos seus quatro indicadores regionais, Capão da Canoa obteve as seguintes bandeiras: No indicador de incidência (número de hospitalizações por Covid-19 para cada 100 mil habitantes); e no de projeção de óbitos a bandeira obtida foi Preta. Já quanto à velocidade de avanço (hospitalizações confirmadas nos últimos sete dias / hospitalizações confirmadas nos sete dias anteriores); e com relação ao estágio da evolução na região (ativos/recuperados) a bandeira foi Amarela.

O número de novos registros de hospitalizações por Covid-19, nos últimos sete dias, comparado com a semana anterior, apresentou uma queda de 14,4%, passando de 104 para 89. Quanto ao número de óbitos, nos últimos sete dias, houve uma queda de 29,8%, passando de 84 para 59. O número de internados em UTI por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), também teve uma queda (4,3%), passando de 94 para 90. Já no caso do número de internados em leitos clínicos para Covid-19, a queda foi de 41,5%, passando de 82 para 48. Para o número de internados em UTI confirmadas para Covid-19, a situação foi de estabilidade (com variação de -1,1%), de 87 para 86.

O número de casos ativos observados na penúltima semana, comparado à anterior, também caiu (26,3%), passando de 3.060 para 2.254. Quanto aos casos recuperados nos 50 dias prévios à penúltima semana, comparado à anterior, houve um aumento de 20,3%, passando de 7.931 para 9.542. Com isso a razão entre as duas variáveis teve uma queda de 38,8%, passando de 0.39 para 0.24. Com relação ao número de leitos de UTI livres para atender Covid-19 no último dia, o quantitativo apresentou um aumento de 250%, passando de dois para sete. Vale ressaltar que a quantidade de novas hospitalizações em proporção da população é bastante elevada, refletindo na bandeira Preta para o indicador de incidência na região.

PRINCIPAIS DADOS DA 49ª RODADA NO RS

• Número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid-19 aumentou 3% entre as duas últimas semanas (de 2.650 para 2.718);

• Número de internados em UTI por SRAG reduziu 7% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (de 2.628 para 2.452);

• Número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 19% entre as duas últimas quintas-feiras (de 3.743 para 3.048);

• Número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS reduziu 6% entre as duas últimas quintas-feiras (de 2.489 para 2.341);

• Número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS aumentou 229% entre as duas últimas quintas-feiras (de 45 para 148);

• Número de casos ativos reduziu 29% no período (de 70.361 para 50.111);

• Número de registros de óbito por Covid-19 reduziu 31% entre as duas últimas quintas-feiras (de 2.124 para 1.475).


There is no ads to display, Please add some