Os estudantes do Campus Osório do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) está participando da 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace). Ao todo seis projetos participam da Feira que está sendo realizada via internet devido a pandemia do novo coronavírus. O evento iniciou na segunda-feira (23) e vai até o dia quatro de abril.
A seguir confira os trabalhos dos estudantes de Osório que estão participando do evento.

Ecoboard: Desenvolvimento de painéis aglomerados utilizando resíduos de milho e arroz, área de Ciências Agrárias, de autoria dos estudantes do Campus Osório Júlia Oscar Destro e Lucas Oliveira de Lima, orientado pela professora Flávia Santos Twardowski e coorientado pelo professor Cláudius Jardel Soares. Credenciado pela Mostra do Campus Osório – MoExP.
Desenvolvimento de bandejas biodegradáveis a partir do pseudocaule da bananeira, área de Ciências Exatas e da Terra autoria das estudantes Giovana Vargas Martins, Isadora Mittmann Armichi, Marecelle Scheffer dos Santos, orientado pela professora Rejane Feistauer Schroeder, da escola Osvaldo Amaral e coorientado pelo professora Flávia Santos Twardowski, dentro do projeto Meninas nas Ciências, desenvolvido pelo Campus Osório.

Glyphograb: Desenvolvimento de material alternativo capaz de adsorver glifosato em meio aquoso, área de Ciências Exatas e da Terra, de autoria da estudante do Campus Osório Vanessa Teixeira da Rosa, orientado pela professora Flávia Santos Twardowski e coorientado pelo professor Cláudius Jardel Soares.

O uso da pimenta dedo-de-moça no cultivo de hortaliças, área de Ciências Agrárias, de autoria das estudantes Amanda de Lorenzi Borges, Amanda Ribeiro Machado e Ana Cláudia Santos Piñeiro, orientado pela professora Ana Helena Matias Saturnino, da escola General Osório, e coorientado pela professora Flavia Twardowski, dentro do projeto Meninas nas Ciências, desenvolvido pelo Campus Osório.

Geopen: Promoção da inclusão escolar de deficientes visuais através de tecnologia assistiva, área Ciências Humanas, de autoria dos estudantes Ana Clara Jardim da Silva, Christian Kossmann Goulart e Beatriz Bittencourt de Aguiar, orientado pela professora Flávia Santos Twardowski e coorientado pelo professor Vinícius Fritzen Machado. Credenciado pela Mostra do Campus Osório – MoExP.

Sabão Caseiro: uma ação sustentável para o reaproveitamento do óleo de cozinha, área de Ciências Humanas, de autoria dos estudantes do Campus Canoas Letícia Silva Beretta, Guilherme Michel de Moraes, Raíssa Ramos Pereira, orientado pelo professor Alexandre Tadachi Morey e coorientado pela professora Cleusa Albília de Almeida.

O EVENTO
Na Febrace 2020 estão em exposição 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de 295 escolas de todo o país. Os estudantes finalistas apresentarão seus projetos para bancas de pesquisadores e especialistas e serão avaliados à distância, por teleconferência fechada, ou pelo material (vídeo, pôster e relatório) já encaminhado à Febrace, no caso dos estudantes sem acesso à internet.

A Febrace conta com uma programação variada, composta por palestras abertas ao público em geral, bancas de avaliação, visitação e premiação. Pela plataforma Febrace Virtual é possível conhecer os projetos finalistas e votar no seu preferido para a Premiação Votação Popular, que garante um troféu ao mais curtido.

As demais atividades do evento – abertura, palestras e cerimônia de premiação – são transmitidas ao vivo pelo canal da Febrace no YouTube, assim como a apresentação dos finalistas do “Prêmio Professor Destaque”. Os visitantes virtuais também poderão acompanhar a apresentação dos dez projetos finalistas do Prêmio Professor Destaque – que tem o objetivo de valorizar os professores orientadores (nesta edição da mostra foram 510 professores). Cada finalista apresentará uma síntese de sua prática pedagógica. Serão selecionados três por meio de uma votação on-line da qual só participam docentes finalistas. No final, o Comitê de Premiação escolherá o vencedor(a).
Mais informações do site da Febrace: www.febrace.org.br.
FOTO: Febrace