O Ministério da Cidadania publicou no Diário Oficial da União da última sexta-feira (27/11) a portaria com detalhes sobre o calendário de pagamentos e saques do auxílio emergencial, instituído pela Lei nº 13.982. Segundo a portaria, a primeira parcela do Ciclo 5 do auxílio foi paga nesta segunda-feira (30/11). O valor contempla os elegíveis nos procedimentos de contestação via plataforma digital; via endereço eletrônico da Dataprev; e aqueles que tiveram o pagamento reavaliado em novembro de 2020, decorrente de atualizações de dados governamentais e verificações por meio de bases de dados oficiais.

Já os créditos do Ciclo 6 (segunda, terceira, quarta e quinta parcelas do auxílio emergencial) vão ser disponibilizados entre os dias 13 e 29 de dezembro. O dia exato para recebimento do benefício varia em função do mês de nascimento do beneficiário. Veja o calendário completo de pagamento no final da matéria. Para mais informações acesse o site da Caixa Econômica Federal (www.caixa.gov.br).

Saques

A fim de evitar aglomerações em agências bancárias, o mês de nascimento do beneficiado foi também o critério adotado para saques em dinheiro – neste caso, entre 19 de dezembro de 2020 e 27 de janeiro de 2021, tanto para o Ciclo 5 como para o 6. Segundo a portaria, eventuais saldos existentes nas poupanças sociais digitais serão transferidos automaticamente para a conta em que o beneficiário houver indicado por meio da plataforma digital.

Criado em abril pelo governo federal, o auxílio emergencial, pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães solteiras, foi estendido até 31 de dezembro por meio da Medida Provisória (MP) 1000. O auxílio emergencial extensão será pago em até quatro parcelas de R$ 300 cada e, no caso das mães chefes de família monoparental, o valor é de R$ 600.

Quanto aos beneficiários do Bolsa Família, eles recebem o valor do programa complementado pela extensão do auxílio emergencial em até R$ 300 ou R$ 600 para mães solteiras. Se o valor do Bolsa Família for igual ou maior que R$ 300 ou R$ 600, o beneficiário receberá o valor do Bolsa Família, sempre privilegiando o benefício de maior valor. O dinheiro pode ser sacado nas agências da Caixa Econômica Federal e lotéricas, entre outros pontos.

CICLO 5

NASCIMENTOCRÉDITOTOTAL
Entre janeiro e junho30/1160,7 mil
Julho02/1210,6 mil
Agosto04/1210,5 mil
Setembro06/1210, 4 mil
Outubro09/1210,3 mil
Novembro11/129,7 mil
Dezembro12/1210 mil

CICLO 6

NASCIMENTOCRÉDITOTOTALNASCIMENTOCRÉDITOTOTAL
Entre janeiro e fevereiro13/1219,1 milEntre julho e agosto20/1221 mil
Março14/1210,6 milSetembro21/1210,4 mil
Abril16/1210,2 milOutubro23/1210,3 mil
Maio17/1210,6 milNovembro28/129,7 mil
Junho18/1210,2 milDezembro29/1210 mil

 CICLOS 5 E 6

NASCIMENTOSAQUETOTALNASCIMENTOSAQUETOTAL
Entre janeiro e fevereiro19/1219,1 milAgosto18/01/202110,5  mil
Março04/01/202110,6 milSetembro20/01/202110,4 mil
Abril06/01/202110,2 milOutubro22/01/202110,3 mil
Maio11/01/202110,6 milNovembro25/01/20219,7 mil
Junho13/01/202110,2 milDezembro27/01/202110 mil
Julho15/01/202110,6 mil

Foto: Divulgação