O governo federal vai manter o adiantamento de metade do 13º salário dos aposentados e pensionistas do INSS. O pagamento estava sendo barrado pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que alegava falta de dinheiro, mas o Planalto optou por não enfrentar outro desgaste político e vai dar um jeito de antecipar a conta, que de qualquer maneira viria este ano. A data e a forma como se dará o adiantamento serão definidas nesta quarta-feira (19), em reunião da presidente Dilma com a equipe econômica. À tarde ela recebe o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa. Desde 2006, a primeira parcela do 13º dos aposentados é pago na folha de agosto. Só para o Rio Grande do Sul deve ir R$ 1,1 bilhão. 

17570902