O governo liberou a partir desta quinta-feira (28), mais de R$ 248 milhões para o pagamento do auxílio emergencial. O valor vai contemplar aproximadamente 191 mil pessoas. Esse grupo corresponde aqueles que tiveram o benefício suspenso e contestaram a decisão do site da Dataprev, no período de 07 a 16/11 e 13 a 31/12 de 2020. Além dessas, outras cinco mil pessoas que tiveram os pagamentos reavaliados em janeiro desse ano também vão receber o auxílio.

O pagamento de todas as parcelas vai ser realizado de uma vez. Segundo o Ministério da Cidadania, entre as 196 mil pessoas, há 8,3 mil que vão receber a segunda, a terceira, a quarta e a quinta parcelas do auxílio emergencial. Outras 40,9 mil pessoas recebem as três últimas parcelas. Uma terceira faixa, de quase 68,1 mil cidadãos, vai receber a quarta e a quinta parcelas. Por último, 78,3 mil pessoas vão embolsar somente a quinta parcela. Os recursos foram depositados na poupança social digital da Caixa e já estão disponíveis para movimentação por meio do aplicativo Caixa Tem, saques e transferências para outros bancos.

COMPRAS PELA INTERNET

Com o Caixa Tem é possível fazer compras na internet e nas maquininhas em diversos estabelecimentos comerciais, por meio do cartão de débito virtual e QR Code. O beneficiário também pode pagar boletos e contas, como água e telefone, pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas, e transferir os recursos sem o pagamento de tarifas.

SAQUE EM DINHEIRO

Para o saque em espécie, é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. Esse código deve ser utilizado para a retirada do dinheiro, que pode ser feita nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou mesmo nas agências.

NASCIDOS EM DEZEMBRO

Na quarta-feira (27), a Caixa Econômica Federal liberou o saque dos auxílios emergencial e extensão para os beneficiários nascidos no mês de dezembro. Foram creditados cerca de R$ 2,3 bilhões, sendo R$ 2,1 bilhões para o auxílio extensão e aproximadamente R$ 200 milhões para o auxílio emergencial, referentes aos ciclos 5 e 6 de pagamentos. Ao todo, esse valor vai contemplar aproximadamente 3,3 milhões de pessoas.

Esse foi o último pagamento do auxílio emergencial.  Desde o início dos pagamentos foram beneficiados 67,9 milhões de brasileiros e gastos R$ 292,9 bilhões em auxílios a pessoas vulneráveis, afetadas pela pandemia causada pelo novo coronavírus. Até o momento não há indícios de que o auxílio possa continuar sendo pago em 2021, porém o assunto segue debatido entre parlamentares, tanto na Câmara dos Deputados, quanto no Senado Federal.


There is no ads to display, Please add some