Conforme a polícia, suspeito aplicava vacina de bovinos em cachorros.
Homem foi detido em flagrante no sábado e polícia pediu prisão preventiva.

Conforme a polícia, ele foi preso pela 45ª vez pelo mesmo motivo (Foto: Portal Litoral na Rede)

Um homem que se apresentava como falso veterinário foi detido pela 5ª vez pela polícia pelo mesmo motivo. Ele foi preso na última sexta-feira (13) em Imbé, foi solto, e detido novamente no sábado (14) em Tramandaí, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul.

Conforme o delegado Tiago Baldin, o homem identificado como Jonatan Bueno Pacheco, 31 anos, abordava suas vítimas de porta em porta, desde 2003, se apresentando como veterinário, e aplicando vacinas apropriadas para bois e vacas em animais domésticos como cachorros.

“Desde 2003 ele é preso pelo mesmo motivo, sendo que é enquadrado por exercício ilegal da profissão, e outras vezes por estelionato”, disse Baldin, relatando que pediu a prisão preventiva do suspeito por conta do histórico. Segundo ele, crimes de maus tratos e contra a fauna ainda devem ser investigados.

Conforme o delegado, o homem tem 45 registros na polícia por atuar como falso veterinário. “Há 14 anos ele faz isso, tem ocorrências em Santa Maria, Caxias do Sul, Eldorado do Sul, Guaíba,Santa Cruz do Sul, Cidreira, Pinhal Grande(…) pelas datas, deu para perceber que ele costuma atuar no interior no meio do ano, e vem para o Litoral no verão”, afirma o delegado.

O suspeito foi preso em flagrante e encaminhado para o presídio de Osório, no Litoral Norte. Em seguida, a prisão foi convertida pela Justiça como preventiva.