20706844Um homem matou o próprio irmão a tiros durante a festa de 15 anos de uma sobrinha na madrugada deste domingo, em Caxias do Sul, na Serra. Arli Alberto Marcon Bertazzo, 48 anos, também feriu outra irmã com um tiro e depois cometeu suicídio. As informações são do Diário de Santa Maria.

De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu por volta da 1h40min em uma casa de festas no Bairro Sanvitto. Arli teria se desentendido com José Elias Marcon Bertazzo, de 44, que foi atingido por ele com dois tiros. Ainda não está esclarecida a motivação para o crime, mas informações preliminares dão conta de que os dois não teriam desavenças.

Arli teria encontrado José no meio do salão e a briga começou em seguida. Após ter atirado contra o irmão, que foi atingido no peito e na barriga, familiares tentaram conter Arli que acabou atirando contra a irmã Nara Hermínia Bertazzo Della Pace, 46 anos. Ela foi atingida em uma das pernas e está internada no Hospital Pompéia.

Após ferir os dois irmãos, Arli caminhou em direção à porta de saída do salão de festas e atirou contra a própria cabeça.

O concunhado de Arli, Ernet Larrat, que falou em nome da família, disse que ele teria sofrido um surto.

— Ele estava bem, aproveitando a festa. Foi ao banheiro e, quando voltou, estava armado, foi até o meio do salão, houve confusão e começou a atirar — disse.

Os tiros teriam sido disparados a esmo, e não com com alvos específicos, ou seja, José e Hermínia teriam sido atingidos acidentalmente. A Polícia Civil afirma que Arli não tinha porte de arma de fogo.

Os corpos dos dois irmãos demoraram quase dez horas para serem retirados do salão, pois era necessário o trabalho da perícia, que atendia a uma ocorrência no município de Progresso, distante cerca de 170 km de Caxias do Sul.

Após a liberação do Instituto Médico-Legal (IML) de Caxias do Sul, os corpos foram encaminhados à Santiago, cidade natal dos irmãos. José era sargento do Exército e vivia em Santiago, no Bairro Gaspar Dutra. Ele tinha uma esposa e dois filhos. Arli trabalhava como Guarda Municipal e vivia sozinho em Caxias do Sul.

No local, a Polícia Civil apreendeu uma pistola calibre 380, um colete balístico, um cassetete, boné e jaqueta, todos da Guarda Municipal.