Imbé adere à campanha do Laço Branco

A Secretaria Municipal da Mulher e Direitos Humanos (SEMDHI), em parceria com a Secretaria Municipal do Trabalho Cidadania e Participação Popular (SMTCP), aderiu à campanha do Laço Branco, que tem como objetivo sensibilizar, envolver e mobilizar os homens no engajamento pelo fim da violência contra a mulher. Suas atividades são desenvolvidas em consonância com as ações dos movimentos organizados de mulheres e de outras representações sociais que buscam promover a equidade de gênero, através de ações em saúde, educação, trabalho, ação social, justiça, segurança pública e direitos humanos.

Muitos homens do município resolveram apoiar a campanha, e todas as fotos retiradas serão divulgadas nos meios sociais entre os dias 25 de novembro (Dia Internacional de Erradicação da Violência contra a Mulher) e 06 de dezembro (Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo fim da Violência contra as Mulheres). No dia 03 de dezembro serão distribuídos laços brancos em diversos pontos.

A campanha surgiu a partir de um triste episódio. No dia 6 de dezembro de 1989, o canadense Marc Lepine, de 25 anos, invadiu uma sala de aula da Escola Politécnica, na cidade de Monteral, ordenando que aproximadamente 48 homens se retirassem do local, mantendo somente mulheres ali. Com gritos de “você são todas feministas!?”, ele começou a atirar enfurecidamente, assassinando 14 mulheres à queima roupa. Em seguida, suicidou-se. O rapaz deixou uma carta na qual afirmava que havia feito aquilo porque não suportava a ideia de ver mulheres estudando engenharia, um curso que, na sua concepção, deveria ser direcionado apenas ao público masculino.

O crime mobilizou a opinião pública de todo o país e levou homens canadenses a levantarem a bandeira da não violência contra a mulher. Eles elegeram o laço branco como símbolo e adotaram como lema “jamais cometer um ato violento contra as mulheres e não fechar os olhos frente a essa violência”.

CRONOGRAMA

25/11 – Sexta

Abertura da Exposição no saguão do Anexo I da Prefeitura

“Até que a morte nos separe” da Artista Plástica Graça Craidy

O trabalho da artista plástica gaúcha Graça Craidy retrata mulheres que foram mortas pelos maridos ou ex-companheiros. As pinturas têm como base fotos publicadas na internet de cenas de crimes cometidos em várias partes do país.

Palestra sobre “Violência contra a mulher” com a Dra. Fernanda Ferreira Eichenberg 

Debate, Distribuição e Divulgação da Lei Maria da Penha. Local: Sábia Idade, às 15h30

Exposição com fotos dos homens do município aderindo ao Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência Contra a Mulher

Término da exposição: dia 06 de dezembro

Demais dias

Divulgação das campanhas relacionadas aos “16 Dias de Ativismo” nas redes sociais.

03/12 – Sábado

Brique e Artesanato – Distribuição das fitas laço branco e fotos com homens que abraçam a campanha. Local: Braço Morto

07/12 – Quarta

Exibição aberta à comunidade do filme “Vidas Partidas”, do diretor Marcos Schechtman, no plenário da Câmara de Vereadores, a partir das 19h