Em meio a essa pandemia causada pela proliferação do novo coronavírus e em um cenário onde só têm acontecido coisas ruins, uma notícia boa merece ser destacada. Na noite desta quarta-feira (29/04) a prefeitura de Imbé divulgou que o paciente infectado com Covid-19 está totalmente curado.

Segundo informações, o homem de 35 anos de idade que é morador de Imbé e trabalha na área da saúde de Xangri-lá, estava sendo monitorado desde o dia quatro de abril, quando apresentou sintomas leves da doença. Desde então o paciente seguia sendo mantido em isolamento domiciliar. Vale ressaltar que as pessoas que tiveram contato com ele também foram monitoradas, mas apenas por precaução, e acabaram sendo liberadas por não apresentarem sintomas.

Outra paciente com Coronavírus que está curada é Jucilaine Guilherme da Silva. A dona de casa de 36 anos é moradora de Capão da Canoa e estava internada no Hospital Conceição, em Porto Alegre, de onde teve alta na semana passada. Jucilaine está no grupo de risco do Covid-19, já que tem problemas cardíacos, além de possuir problemas de imunidade em decorrência do lúpus.

Agora são 33 pessoas curadas das 46 infectadas com o novo coronavírus na região. Desse total, três acabaram falecendo. As vítimas tratam-se de três homens de Arroio do Sal, Cidreira e Tramandaí, entre 52 e 80 anos. Todos sofriam de doenças crônicas.

Outras 13 pessoas seguem em tratamento, sendo três em Torres e Três Cachoeiras; duas em Tramandaí e Cidreira; e uma em Arroio do Sal, Três Forquilhas e Xangri-lá. Desses, cinco estão internados, quatro em hospitais da região e outro na capital.

NÚMEROS

Até esta quinta-feira (30/04) o Rio Grande do Sul registrava mais de 1,4 casos de Coronavírus. Desse total, 855 (aproximadamente 58%) pessoas estão curadas e 51 morreram. No Brasil a taxa de mortalidade da doença é de 6,92%, um pouco menor do que a do mundo que é de 7,1%. Até agora são mais de 986 mil mortes em todo o mundo, sendo 5,5 apenas no Brasil.

Em relação ao número de pessoas curadas, das mais de 3,2 milhões de infectadas em todo o mundo, 30,8% (aproximadamente 986 mil) já estão livres da doença. Aqui no país esse percentual é ainda maior, chegando a quase 43%. No Brasil, 34,1 mil pessoas (das 79,4 infectadas) estão curadas.

Foto: Jefferson Botega