A região de Capão da Canoa (R04 e R05), a qual abrange os 23 municípios do Litoral Norte, retornou a bandeira vermelha, após uma semana na bandeira laranja. Segundo o mapa da 18a semana do Distanciamento Controlado, além do Litoral, sete regiões estão com risco alto de proliferação do novo coronavírus. As outras 13 estão em bandeira laranja (risco médio de proliferação da Covid-19).

Segundo o governo do Estado, as hospitalizações confirmadas para Covid-19 registradas nos últimos sete dias no Litoral Norte passaram de 14 para 38 entre as duas semanas, um aumento significativo de 171%, determinado a bandeira preta no indicador. A ocupação de leitos em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de confirmados para Covid-19 reduziu em um paciente, passando de 14 para 13 pacientes.  Já a ocupação em leitos clínicos aumentou 37,5% (de 16 para 22 internados) e a de internados em leitos de UTI por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) passou de 22 para 18 pacientes.

A razão entre os casos ativos na semana e recuperados nos 50 dias anteriores ao início da semana apresentou uma melhora em seu valor, porém sem alterar a bandeira do indicador. Com isso, o indicador de Estágio da Evolução e os dois de Incidência de Novos Casos sobre a População, que são mensurados com base na região, apresentaram bandeira preta, impactando significativamente na média final ponderada. Vale ressaltar que as novas medidas começaram a valer a partir desta terça-feira (8) e seguem válidas até a próxima segunda (14).

Regra 0-0

Depois da análise de recursos, o Estado ficou com 184 municípios sob bandeira vermelha, o que corresponde a 47,6% da população gaúcha (5.394.294 habitantes). Desse total, 90 municípios não tiveram registro de hospitalização e óbito por Covid-19 de morador nos 14 dias anteriores ao levantamento, incluindo as cidades de Capivari do Sul, Dom Pedro de Alcântara, Itati, Mampituba, Morrinhos do Sul, Mostardas, Palmares do Sul e Três Forquilhas.

As prefeituras dessas cidades podem, portanto, adotar protocolos previstos na bandeira laranja por meio de regulamento próprio. Basta que mantenham atualizados os registros nos sistemas oficiais e adotem, por meio de decreto, regulamento próprio, com protocolos para as atividades previstas na bandeira laranja.

PRINCIPAIS DADOS DA 18ª RODADA

• Número de novos registros de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) de confirmados para Covid-19 aumentou 1% entre as duas últimas semanas (de 1.061 para 1.067);

• Número de internados em UTI por SRAG reduziu 4% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (de 944 para 910);

• Número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou 10% entre as duas últimas quintas-feiras (de 850 para 935)

• Número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS reduziu 1% entre as duas últimas quintas-feiras (de 714 para 710);

• Número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS ficou estável entre as duas últimas quintas-feiras (de 597 para 598);

• Número de casos ativos aumentou 33% entre as duas últimas semanas (de 7.382 para 9.799);

• Número de óbitos por Covid-19 reduziu 3% entre as duas últimas quintas-feiras (de 327 para 317).