escola-17982549O Ministério da Educação publicou nota na noite desta quinta-feira (22) para garantir que não haverá cortes de discplinas na medida provisória que muda o ensino médio em escolas públicas e privadas de todo o país. A informação de que educação física, artes, filosofia e sociologia não fariam mais parte do currículo obrigatório causaram polêmica nesta tarde, após o anúncio das mudanças pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, e pelo presidente Michel Temer.

O MEC confirmou que acabou divulgando uma versão inicial do texto, com o equívoco.

O secretário de Educação Básica do MEC Rossieli Soares garantiu que a Base Nacional Comum Curricular, que ainda será definida, vai compreender todas as disciplinas já presentes no ensino médio. “Não está decretado o fim de nenhum conteúdo, de nenhuma disciplina. Do que a Base Nacional definir, todas elas serão obrigatórias na parte da Base Nacional Comum: artes, educação física, português, matemática, física, química. A Base Nacional Comum será obrigatória a todos”, afirmou na nota.

Segundo ele, a mudança é que com ao novo modelo o estudante poderá aperfeiçoar o conhecimento nos temas que mais lhe interessa.  “A diferença é que quando você faz as ênfases, você pode colocar somente os alunos que tenham interesse em seguir naquela área. Vamos inclusive privilegiar professores e alunos com a opção do aprofundamento”, disse.

Metade da carga horária sérá preenchida com os conteúdos da base nacional, o restante será flexível, focado em cinco áreas: linguages, matemática, ciências humanas, ciências da natureza e ensino técnico.