capa_materia_calorA terceira semana de janeiro será de calor extremo no Rio Grande do Sul. Já nesta segunda-feira (18), os termômetros podem chegar aos 40ºC na Fronteira Oeste, Missões, Vale dos Sinos e Vale do Paranhana. A previsão é de que as temperaturas se elevem pelo menos até o próximo fim de semana. Ainda não há previsão de chuva.

“Historicamente, o mês de janeiro é o mais quente, vamos sentir isso nestas duas últimas semanas. Em fevereiro as temperaturas continuam altas, mas a intensidade do aquecimento diminui”, projeta o meteorologista do Grupo RBS, Cléo Kuhn.

A previsão é de que Porto Alegre e Região Metropolitana registrem temperaturas de até 38ºC, com baixa umidade. Situação semelhante será sentida no Litoral Norte.

Cuidados com a saúde

As altas temperaturas exigem cuidados especiais com a saúde, e a hidratação é fundamental para evitar mal-estar. No verão, o corpo sua mais, e, consequentemente, perde mais água.

Nutricionistas recomendam que não é necessário esperar sentir sede para ingerir líquidos. Beba água ao longo do dia, podendo variar com outras bebidas como sucos de frutas, chás não diuréticos e água de coco. Comer frutas como melão e melancia também ajuda na hidratação, pois elas possuem alto teor de água.

Atividades físicas pedem cuidados extras. Veja, abaixo, sugestões de especialistas:

– Use roupas de tecidos leves como algodão, que absorvem mais rapidamente o suor. Evite tecidos sintéticos.

– Não esqueça de fazer aquecimento. A recomendação é realizar movimentos similares ao exercício que você vai praticar durante cinco ou sete minutos.

– Se você está de férias, não há problemas em diminuir a intensidade da atividade que costuma fazer cotidianamente. Mas é importante não parar totalmente para não sentir um desconforto grande depois.

– Para quem está saindo do sedentarismo, uma dica é começar com caminhadas leves, de 30 a 40 minutos. O preparador físico Fabrício Loureiro lembra da importância de procurar um médico e realizar exames de esforço antes de começar a se mexer.

– Segundo a nutricionista Joseane Oliveira, o líquido perdido durante a atividade deve ser reposto. A recomendação é se pesar antes e depois do exercício. O valor perdido, acrescido de 50%, é a quantidade de líquido a ser ingerida.

– Nunca pratique atividade física em jejum. Há um grande risco de hipoglicemia (queda do nível de açúcar no sangue), trazendo mal-estar, tontura, diminuição do rendimento físico e queima da massa muscular.

– Antes do treino, priorize os carboidratos na alimentação, principais fontes de energia. Banana salpicada com aveia e canela, batata doce, pães integrais com queijo branco, açaí com granola, e suco de beterraba e melancia batido com quinoa são sugestões.

– Depois dos exercícios, prefira alimentos à base de proteína, que garantem melhor recuperação muscular. Procure alimentar-se nos primeiros 30 minutos pós atividade física e não deixe passar de duas horas. A dica é optar por frango desfiado com tapioca, iogurtes com grande concentração de proteína ou omelete.

GAÚCHA