Casa onde foi cumprido mandado de busca e apreensão  (Foto: Giovani Grizotti/RBS TV)

Foi deflagrada pela Promotoria Especializada Criminal de Porto Alegre, na manhã desta quinta-feira (27), uma operação contra fraudes na fila do Sistema Único de Saúde (SUS). São cumpridos mandados de busca e apreensão na casa de suspeitos e em órgãos públicos das cidades de Ivoti, no Vale do Sinos, e Taquara, no Vale do Paranhana.

São cumpridos mandados de busca e apreensão na residências de investigados, entre os quais está a prefeita eleita de Ivoti, Maria de Lourdes Bauermann, além da casa de uma intermediária do suposto esquema, e também na Secretaria de Saúde de Taquara.

A fraude consistia na obtenção de consultas e cirurgias na cidade de Taquara, favorecendo pessoas indicadas pela prefeita eleita de Ivoti. O caso foi denunciado em reportagem da RBS TV.

De acordo com o promotor Flávio Duarte, responsável pelas investigações, existem provas do envolvimento de três pessoas no esquema: a prefeita eleita, uma intermediária e uma ex-funcionária da Secretaria Municipal de Saúde de Taquara, Magali Vitorino da Silva, que admitiu ter conseguido uma consulta, mas negou cometer irregularidades.

De acordo com o depoimento de testemunhas, Magali era o elo entre a prefeita e as consultas. Ela seria a responsável pelo cadastramento dos pacientes com falso endereço em Taquara, para que pudessem ser atendidos na cidade.

Por meio de nota, Maria de Lourdes Bauermann disse que foi surpreendida e chocada pela presença dos policiais em sua casa em busca de documentos que apontassem relação com um suposto esquema de fura fila. “Entendo que seja necessária a justa averiguação dos fatos”, disse, completando ainda que não tem conhecimento do teor da investigação. “Trabalho na área da saúde há 34 anos e pretendo continuar a ajudar as pessoas”, afirmou a prefeita eleita, ao finalizar a nota dizendo que pretende voltar o foco na transição de governo.

MP deflagra ação contra fraudes em fila do SUS em duas cidades gaúchas (Foto: Ministério Público/Divulgação)MP deflagra ação contra fraudes em fila do SUS em duas cidades gaúchas (Foto: Ministério Público/Divulgação)
Ministério Público cumpre mandados em Ivoti, no Vale do Sinos, e Taquara, no Vale do Paranhana (Foto: Ministério Público/Divulgação)