A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) iniciou na última sexta-feira (18), a divulgação do resultado das análises da balneabilidade de águas e balneários do Estado. No primeiro boletim, dos 90 pontos de coleta, 76 constam como próprios incluindo o balneário de Atlântida Sul e as lagoas dos Barros, do Horácio e do Peixoto. Ao todo, 37 locais de banho de 13 cidades do Litoral Norte recebem vistoria uma vez por semana.

Além das coletas e análises do laboratório da Fepam em parceria com a equipe da Regional nos balneários do Litoral Norte, o Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas (Sanep) realiza a atividade na praia do Laranjal e a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), nos demais balneários do Estado.

Dos 90 pontos vistoriados, 14 estão impróprios para banho. São locais espalhados pelas cidades de Jaguari, Santa Maria e Santiago (na região Central), Pedro Osório, Pelotas e Tapes (região Sul); e São Francisco de Assis (região da Fronteira Oeste). Vale ressaltar que todos os pontos recebem placas informativas, identificando a condição de banho – própria ou imprópria – valendo pelo período de uma semana.

Segundo a presidente da Fepam, Marjorie Kauffmann, mesmo durante o período de pandemia e de restrições aos veranistas, o (projeto de) Balneabilidade seguirá divulgado normalmente “porque é um importante serviço aos gaúchos há 40 anos”, declarou Marjorie.

O Balneabilidade é realizado desde o verão 1979/1980 e integra o projeto RS Verão Total do governo do Estado. Os resultados das análises são divulgados todas as sextas-feiras, até o dia 26 de fevereiro. O projeto é coordenado pelo Departamento de Qualidade Ambiental da Fepam e obedece a Resolução Conama 274/2000.

Foto: Fepam