A Polícia Civil (PC) realizou entre terça (19) e quarta-feira (20), uma ação para prender os suspeitos que planejaram matar o prefeito de Arroio do Sal, Flávio Angst (Bolão), e Policiais Militares (PMs). Operação denominada ‘Antecipação’ foi realizada nos municípios de Arroio do Sal e Três Forquilhas. Ao todo, cinco pessoas foram presas, pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico.

Segundo o delegado Adriano Koehler Pinto, a investigação ocorreu em absoluto sigilo, a partir do momento que a polícia identificou que os ataques começaram a ser planejados. O plano foi identificado a partir da prisão de um traficante, no dia 30 de dezembro de 2020. Na ocasião, um homem foi preso em flagrante, em posse de drogas no bairro Rondinha, em Arroio do Sal. “A partir daquela prisão, os envolvidos falam em ataques aos policiais e ao prefeito, o que motivou a decretação das prisões preventivas de Poder Judiciário”, relatou o delegado. A ideia dos criminosos era realizar o crime após a temporada de verão, quando o reforço do efetivo deixasse a região. “Eles (os traficantes) falavam em alugar armas e trazer pessoal de fora (da cidade) para matarem o prefeito e os PMs”, reiterou.

Conforme Adriano, a insatisfação do grupo estava ligada à atuação da Brigada Militar (BM) no combate a criminalidade dentro do município. “Os alunos (do curso de formação de soldados) efetuaram algumas prisões e a BM incrementou diligências de policiamento ostensivo, o que acabou prejudicando o tráfico”, afirmou o delegado Pinto. Desde o início das investigações, sete homens foram presos. Todos seguem no sistema prisional e a disposição da Justiça. A Polícia Civil segue investigando o caso.

FOTO: PC