Seis pessoas, entre elas mãe e filha, foram presas nessa quinta-feira por extorsão mediante sequestro durante uma operação do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) em Magistério, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. A ação, chamada de Liberdade, desativou cativeiro e resgatou a vítima que estava em poder dos criminosos desde o dia 2 de agosto. De acordo com o titular da 1ª Delegacia de Repressão a Roubos, delegado Joel Wagner, a quadrilha era coordenada por um detento do Presídio Central de Porto Alegre, que inclusive realizou diversos contatos telefônicos com familiares, exigindo dinheiro para o resgate.

De acordo com o Deic, o sequestro foi realizado no dia 2 de agosto, em Triunfo, quando três homens armados e encapuzados abordaram a vítima em um carro branco e a levaram para um cativeiro. A partir daí, eles passaram a exigir uma quantia em dinheiro a familiares para que ela fosse libertada.

A Polícia Civil iniciou a investigação e ficou mais perto de encontrar o cativeiro a partir da prisão de dois homens em Canoas, que estavam com o carro e com o telefone da vítima. A partir da detenção da dupla, os policiais localizaram uma casa em Montenegro que serviu como cativeiro.

Nessa quinta, o Deic realizou a operação de resgate e prendeu outros dois homens, que estavam armados com um revólver calibre 38 e atuavam como seguranças do local. A mãe e a filha que foram presas foram responsáveis por monitorar a rotina da vítima e dos familiares. Após a ofensiva, os presos foram encaminhados ao sistema prisional.

Correio do Povo