A estudante Júlia Oscar Destro é uma das três alunas a tirar a maior nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. A egressa do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IF-RS), Campus Osório, conseguiu atingir 980 pontos. Além dela, as estudantes Rafaela Mallmann Saalfeld (19) de Porto Alegre e Anna Carolina Grotto (18) de Erechim, também conseguiram atingir a mesma nota. De acordo com o Ministério da Educação (MEC) 28 candidatos tiraram a nota máxima (mil) na Redação do Enem, que teve como tema: “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. Entretanto, nenhuma das provas gabaritadas ocorreu no Estado.

Para encarar o tema do estigma relacionado às doenças mentais no Brasil, Júlia escreveu sobre igualdade de tratamento entre as pessoas, defendeu a consulta a profissionais especialistas em saúde mental e citou o seriado norte-americano da Netflix, cujo protagonista foi diagnosticado dentro do espectro do autismo.

Para se preparar para a prova a estudante de 19 anos frequentou aulas online de um curso pré-vestibular e ainda criou um “caderninho de citações” que foi construído por ela ao longo do ano passado e não continha apenas os dizeres de grandes pensadores, mas conteúdos de outras disciplinas, como fatos históricos que poderiam servir para ilustrar a redação. Após conseguir uma das maiores notas do Estado na redação do último Enem, Júlia conseguiu uma vaga no curso de Biomedicina da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA).

ESTUDANTE PREMIADA

Antes mesmo da nota no Enem, a osoriense já havia recebido destaque por trabalhos realizados no Campus do IF-RS. Com um projeto desenvolvido na instituição ela Júlia Destro conquistou o 3º lugar na Feira Brasileira de Ciências em Engenharia (Febrace) na área de Ciências Agrárias, com o projeto Ecoboard: Desenvolvimento de painéis aglomerados utilizando resíduos de milho e arroz. O trabalho em parceria com o colega Lucas Oliveira de Lima, foi orientado pela professora Flávia Santos Twardowski e coorientado pelo professor Claudius Jardel Soares.

Além disso, Júlia também foi contemplada com o Prêmio Weizmann de Excelência em Ciências 2020, que concedeu três bolsas de estudos para participação na 52ª edição da Escola de Verão do Instituto Weizmann (International Summer Science Institute), que será realizada de sete a 30 de julho desse ano, na Universidade de Israel. O programa oportuniza a recém formados no Ensino Médio adquirir experiência direta em pesquisa de ponta trabalhando em laboratórios no desenvolvimento de projetos de investigação ao lado de profissionais renomados.

Foto: Divulgação


There is no ads to display, Please add some