No próximo dia 19 de novembro ocorre a final do 1º Concurso Virtual de Artesanato em Lã Ovina do Rio Grande do Sul. O concurso tem como objetivos promover a valorização do artesanato em lã ovina, estimular os artesãos à produção contínua de peças em lã ovina, além de favorecer e reconhecer as atividades desenvolvidas em casa nesse período de quarentena, como importante medida contra a pandemia.

O evento promovido pela Emater/RS-Ascar vai contar com três artesãs da cidade: Marilei dos Santos Costa, Rosa Maria Formagio Ferri e Sirlei Luiza da Silva. As três são moradoras do distrito de Santa Luzia e integram o Grupo Tecendo Alegria, o qual desenvolve o trabalho de artesanato em lã. Para acompanhar o concurso que ocorre de maneira online, basta acessar a página do Facebook da Emater ou o canal no Youtube da instituição. A transmissão está marcada para iniciar às 14h.

O GRUPO

O Grupo Tecendo Alegria é atendido pela Emater local e tem como extensionista, Suzana Machado. Segundo ela, o trabalho de artesanato já ocorre há aproximadamente dois anos na comunidade. “O intuito é poder auxiliar (as moradoras) a terem atividades prazerosa que envolva a melhora da autoestima, a socialização, o empoderamento e a valorização do feminino”, reiterou Suzana.

Dentre as ações de qualificação e aprimoramento dos artesanatos foi promovida no último dia seis desse mês, uma capacitação técnica do Macramê para as integrantes do grupo.  O curso ministrado pela instrutora do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Luciana Viana, ocorreu no Ginásio de Santa Luzia. Na ocasião, as alunas receberam instruções e aprenderam técnicas artesanais, entre outras atividades realizadas. Vale destacar que o curso foi aplicado sendo respeitado todos os protocolos de segurança e orientações da Secretaria Municipal de Saúde, com o uso de máscaras, distanciamento social e medição diária de temperatura.

Foto: Emater