Osório segue como a cidade com mais casos por Covid-19 na região. A cidade contempla aproximadamente um quinto (19,1%) do total de casos confirmados e 12,2% do total de mortes por Covid no Litoral Norte. O município é o único da região a ultrapassar os quatro mil casos do novo coronavírus, até o momento. Segundo o Boletim divulgado pela prefeitura municipal na quarta-feira (13), dos 12.552 testes realizados no município, 4.626 deram positivos, sendo 14 nas últimas 24 horas. Do total de infectados, 4.333 pessoas estão curadas (93,6%), 234 em isolamento domiciliar, cinco em tratamento hospitalar, além de 54 pessoas que acabaram falecendo.

Ainda segundo o Boletim, 7.789 testes realizados na cidade deram negativos e outros 137 aguardam o resultado. Todos os 10 leitos de UTI do Hospital de Osório estão ocupados, sendo, nove desses com pessoas de outros municípios, o que não contabiliza para os números de Osório. Vale ressaltar que os 10 novos leitos de UTI do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), inaugurados na quarta, não foram inclusos no último Boletim da 18a Coordenadoria Regional de Saúde (CRS). Se formos incluir os novos leitos, a capacidade da UTI do HSVP estaria em 50% até o final de ontem (quinta-feira).

NÚMEROS

Até o final desta quinta (14), foram registrados aproximadamente 24,3 casos do novo coronavírus no Litoral Norte. Desse total, 21.8 estão recuperados da doença, o que equivale a 90% dos infectados na região. Aproximadamente duas mil pessoas seguem com a doença ativa na região. A taxa de letalidade da Covid-19 no Litoral Norte permanece em 1,8%, porém segue menor que a do Estado, que é 2%.  

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o Rio Grande do Sul tem aproximadamente 491 mil casos da doença, com mais de 9,7 mil óbitos. Em relação aos recuperados, o número já chegou a aproximadamente 467 mil pessoas, o que equivale a 95% do total de diagnosticados com o novo coronavírus em todo o Estado. Vale ressaltar que aproximadamente 14,3 mil pessoas ainda seguem em tratamento domiciliar ou em Hospitais, em todo o RS.