O Litoral Norte voltou a registrar um aumento no número de casos de Coronavírus. Segundo a 18a Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), até o final desta quinta-feira (17), a região registrou aproximadamente 53,1 mil casos e mais de 1.270 óbitos por Covid-19. Nos últimos sete dias foram registrados 513 casos e 19 mortes por causa do novo coronavírus. Em junho já foram registrados 1.297 casos (média de 72 por dia) e 35 óbitos por Covid na região (média de 1,9 por dia).

Osório segue como a cidade com mais casos por Covid-19 na região. O município é o único a ultrapassar os 8,5 mil casos do novo coronavírus, o que equivale a 16,1% do total de casos confirmados no Litoral Norte. Em relação ao número de mortes, Osório está com 148 óbitos (quatro mortes nos últimos sete dias) por causa da doença, o que equivale a 11,5% do total da região. A morte mais recente foi confirmada na quarta (16). Trata-se de um homem de 31 anos de idade, o qual não possuía outras comorbidades.

Segundo o Boletim divulgado pela prefeitura municipal de Osório na quarta-feira (9), dos 21.548 testes realizados no município, 8.562 deram positivos, sendo 102 nos últimos sete dias. Dessas, 8.023 pessoas estão curadas (93,7%), 384 em isolamento domiciliar e sete em tratamento hospitalar. Ainda segundo o Boletim, 12.814 testes realizados na cidade deram negativos e 172 aguardam resultado.

Catorze dos 20 leitos de UTI do Hospital de Osório seguem ocupados, sendo oito deles com pessoas de outros municípios, o que não contabiliza para os números de Osório. Nos leitos clínicos, seis das 11 pessoas são moradoras de Osório. Ao todo, o Hospital São Vicente de Paulo está com 25 pessoas (12 de Osório e 13 de outros municípios), sendo que 18 estão com o novo coronavírus e as outras sete com suspeita da doença.

NÚMEROS

Até o final de ontem (quinta-feira), foram registrados 53.091 casos do novo coronavírus no Litoral Norte. Desse total, 50.546 estão curadas da doença, o que equivale a 95,2% dos infectados na região. Aproximadamente 1,2 mil pessoas seguem com a doença ativa na região. O Litoral Norte já registra 1.280 óbitos por Covid-19. A taxa de letalidade da Covid-19 na região é de 2,4%, menor que a do Estado, que é de 2,6%. 

Vale ressaltar que o RS atingiu a marca de 30 mil mortes por Covid-19 na noite de quarta-feira (9). O RS é o quarto estado a alcançar as 30 mil mortes, depois de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, estados mais populosos. Porém, é o sexto com mais moradores, e tem mais óbitos do que Bahia e Paraná. Até o momento dos mais de 1,162 milhão de pessoas infectadas no RS, aproximadamente 1,114 milhão já estão curadas, o que equivale a 96%. Cerca de 48,5 mil pessoas seguem com a doença ativa no Estado.

Vacinação segue nessa sexta-feira

Até agora foram vacinados no município 20.106 pessoas, sendo 7.491 com a segunda dose da vacina. No total foram aplicadas 27.597 doses das 29,1 recebidas até o momento. Na quarta-feira (16), chegaram na cidade mais 280 doses da vacina da Aztrazeneca, as quais vão ser destinadas para a aplicação da 2ª dose para pessoas entre 65 e 69 anos de idade. Até hoje (sexta-feira), devem chegar mais doses da Coronavac e da Pfizer. É válido destacar que essas doses vão ser destinadas para a aplicação da segunda dose da imunização.

Nessa sexta (11), foi iniciada na cidade a vacinação para pessoas sem cormobidades com 49 anos de idade. A vacinação ocorre das 8h e 30min às 11h e 30min nos postos de saúde do Centro, Caravágio, Albatroz, Aguapés, Atlântida Sul, Glória, Laranjeiras e Primavera. Para se vacinar é necessário levar um documento de identidade com foto e um comprovante de residência. As pessoas com comorbidades e deficiência que não se vacinaram também podem ir a um dos postos para tomar a 1ª dose da vacina. Vale lembrar que esse grupo precisa levar um comprovante da comorbidade, como receita ou laudo médico.

A Secretaria Municipal de Saúde segue agendando a vacinação. O cadastro para agendar a vacina deve ser feito pelo site: (www.saude.osorio.rs.gov.br/covid).  A Secretaria pede que todos façam o cadastro para agilizar o atendimento no momento da vacinação. Com a chegada de novas doses, novos grupos devem começar a ser vacinados a partir dos próximos dias. Vale ressaltar que a vacinação está sendo realizada de acordo com a quantidade de vacinas que chegam ao município, respeitando sempre os grupos prioritários.

VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

Iniciada no dia 12 de abril, a vacinação contra a gripe segue sendo realizada. Podem se vacinar pessoas com 60 anos ou mais, professores, crianças com seis meses e menores de seis anos de idade, gestantes, mulheres que deram a luz em até 45 dias e profissionais de saúde. Além desses grupos, também podem se vacinar: integrantes das forças de segurança e salvamento, pessoas com comorbidades, condições clínicas especiais ou com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário, trabalhadores portuários, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes em medidas socioeducativas. Vale ressaltar que é preciso haver um espaço de no mínimo 14 dias entre a vacina da Covid e a da gripe.

A vacinação ocorre de segunda a sexta-feira, das 13h e 30min às 16h e 30min, nos postos de saúde Aguapés, Albatroz, Atlântida Sul, Caravágio, Laranjeiras e Primavera, além do Posto Central. É necessário levar a carteira de vacinas e um documento com foto. Vale ressaltar que é preciso haver um espaço de no mínimo 14 dias entre a vacina da Covid e a da gripe.

Foto: Divulgação