1293082_930546573666385_4373798991165680296_oFoi retirado o controlador de velocidade que estava instalado no quilômetro 0,3 da BR-101, em Torres. O pardal multava quem passava a mais de 60km/h pelo local. Ele foi desativado no começo do mês de dezembro de 2015.

Os motoristas reclamavam muito do equipamento, pois saíam de um trecho de 110km/h, na BR-101 catarinense, e se deparavam com este controlador com baixa velocidade. Também contestavam a falta de sinalização existente no local e que indicava a velocidade máxima permitida.

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), o desligamento ocorreu porque, nas proximidades, há um posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Dessa forma, o entendimento é que não havia necessidade de mantê-lo em funcionamento.

As multas que foram aplicadas antes de dezembro permanecem válidas e precisam ser pagas pelos infratores. A PRF informa que não foi comunicada sobre a retirada do pardal. Porém, ressalta que, no ano passado, recomendou ao Dnit que o controlador fosse desligado já é considerado um ponto seguro, que não registra mais acidentes.

De acordo com levantamento exclusivo feito a pedido da Rádio Gaúcha, o Dnit informou que este foi o quinto equipamento que mais autuou motoristas entre julho de 2012 e dezembro de 2014, com 57.309 infrações.

O pardal que mais fatura nas rodovias federais, de acordo com este levantamento, fica na mesma BR-101, mas no quilômetro 23, em Três Cachoeiras. Ele multa os motoristas que passam a 80km/h. Foram 69.725 infrações no período. Blog Estamos em obras click rbs
Foto: Divulgação / PRF