A cinco dias da abertura dos portões do Parque de Exposições Assis Brasil para a 39ª Expointer, o trabalho é intenso para receber os animais, as grandes atrações de uma das maiores mostras agropecuárias da América Latina. Há ainda novidades no maquinário e nas tecnologias para o produtor rural. A feira começa no próximo sábado (27) e vai até o dia 4 de setembro.

A entrada dos animais de argola será a partir das 8h de segunda-feira (22). Na terça-feira, será das  6h a meia-noite, ocorrendo até sexta-feira.  Os rústicos, que vão à comercialização, poderão ingressar durante todo o período da mostra agropecuária.

Neste ano são 4.285 animais de argola de 156 raças inscritos nas competições. As categorias que registraram maior crescimento são os bovinos de corte, 1,66%, e os bubalinos, 71,43%. A maior redução se deu entre os zebuínos, com queda de 62%. Em 2015, foram 4.758 exemplares de 169 raças. Neste ano são 2.087 rústicos ante os 2.346 que foram levados à feira no ano passado.

Todos os animais deverão estar acompanhados da Guia de Trânsito Animal (GTA) e estar em dia com as exigências sanitárias de acordo com a espécie, lembra o responsável pelos serviços de exposições e feiras da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Pablo Charão. .

A expectativa dos organizadores é de pelo menos repetir os números de 2015, quando a comercialização chegou a R$ 1,70 bilhão.  “Mais uma vez teremos pela frente uma grande feira, onde o melhor de nossa agropecuária estará à mostra, demonstrando também a importância do papel do setor primário na economia gaúcha”, afirmou o secretário da Agricultura, Ernani Polo.

Na avaliação do presidente da Comissão de Exposições e Feiras da Farsul, Francisco Schardong, mesmo num momento de retração da economia, a feira tem por si seu brilho próprio. Segundo ele, a mostra terá reflexos nas 32 grandes exposições que ocorrerão na primavera gaúcha.

Novidades

Entre as melhorias estão a reforma geral do pavilhão do gado leiteiro, um novo reservatório de água (com capacidade para 50 mil litros), reforma de calhas, telhas e platibandas no Pavilhão do Gado de Corte, e a construção de uma capela ecumênica.

O parque

Localizado a 25 quilômetros de Porto Alegre, o parque foi inaugurado em 1970 e tornou-se sede oficial da Expointer em 1972. Recebeu o nome de Parque de Exposições Assis Brasil em 1977, em homenagem a um dos mais importantes políticos e produtores rurais do estado no começo do século 20.

As três grandes esferas com as cores do Rio Grande do Sul, que se tornaram símbolo da Expointer, foram doadas pelo governo da então Alemanha Ocidental, em 1974.

O local oferece ampla infraestrutura para visitantes e expositores, distribuída em 141 hectares. Conta com 45,3 mil m² de pavilhões cobertos, 70 mil m² de área de exposição, nove espaços para leilões, auditórios, 19 locais para julgamentos, 10 mil vagas para estacionamento, postos médicos, restaurantes, agências bancárias e internet.

Texto: Eliane Iensen
Edição: Denise Camargo/Secom