17856738Um policial militar, que estava à paisana, foi morto na madrugada desta sexta-feira (1) durante a festa da virada em Tramandaí. A Brigada Militar foi chamada até o local e o soldado Maysson Fagundes Anhanha da Silva foi encontrado com um ferimento no rosto por arma de fogo. Ele foi socorrido por outros policiais e foi levado para o hospital, entretanto, não resistiu e foi a óbito na casa de saúde.  A Brigada Militar começou as buscas ao indivíduo suspeito de ter efetuado os disparos a partir de uma descrição apresentada por testemunhas. O homem estaria de camiseta branca e boné azul. Ele foi localizado em frente a uma antiga boate com uma pistola calibre 380. Em seguida, foi levado para a Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA). De acordo com a Brigada Militar, o soldado servia no 11º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Porto Alegre. Uma jovem de 16 anos foi baleada logo depois do assassinato do PM. A suspeita da polícia é que o amigo do brigadiano tenha atirado nela. Ele admitiu ter pegado a arma do policial e efetuado disparos contra o criminoso que matou o soldado. Peres classificou a atitude de “temerária” porque havia muita movimentação no calçadão onde ocorreram os tiros.  Se o exame de balística confirmar que ele atirou, será indiciado por tentativa de homicídio por dolo eventual, que ocorre quando se assume o risco de matar. A jovem foi transferida para Porto Alegre para receber atendimento, mas não corre risco de morrer.