policia-bandOs disparos vindos da casa na Rua Adelta Nancy Butuze, em Glorinha, na Região Metropolitana, chamaram a atenção dos vizinhos pouco depois das 20h de segunda-feira. Eles acionaram a Brigada Militar e, quando os PMs chegaram ao local, encontraram Alexia Cristina Moraes Bika, 24 anos, já sem vida, atingida por tiros. Próximo dela estava no companheiro, o policial militar Jaime Mendes Madruga, 29 anos, atingido por um tiro na cabeça, agonizando.
O Samu foi acionado e ele foi levado ao Hospital Dom João Becker, em Gravataí, mas a morte cerebral acabou confirmada por volta das 22h. De acordo com a Polícia Civil, Alexia teria sido morta por tiros disparados pelo companheiro que logo depois cometeu suicídio.
Madruga atuava há cinco anos na Brigada Militar e atualmente trabalhava em Glorinha.