A Polícia Civil apreendeu na tarde desta quarta-feira (22) dezenas de frascos e galões de álcool gel falsificados. O produto foi encontrado em uma residência localizada na Praia do Barco, durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão no local. Na casa, também foram apreendidas duas armas de fogo.

Segundo o delegado Renato Toscani, a meses a Coordenadoria  de Recursos Especiais (CORE) da Polícia Civil vem trabalhando na investigação para combater a venda do álcool gel falsificado na região.

Outro mandato foi de busca e apreensão foi cumprido, dessa vez em Canoas, na região Metropolitana do Estado. Nessa ação os policiais flagraram a venda clandestina de álcool gel, sabonete líquido, detergente e água sanitária. A Vigilância Sanitária autuou o estabelecimento pelo comércio indevido dos produtos e acabaram interditando o local devido à ausência das devidas licenças da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

INTERDIÇÃO DE FÁBRICA

Com o aumento pela procura de produtos de higiene como: álcool gel, sabonete líquido, entre outros; ocasionado pela precaução e cuidados para prevenir a proliferação do novo coronavírus, criminosos vem intensificando a produção clandestina desses produtos, o que tem aumentado o trabalho da polícia para controlar a circulação desses materiais falsificados.

Na segunda-feira (20), uma ação conjunta entre a Polícia Civil, a Patrulha Ambiental (Patram) e a Vigilância Sanitária Estadual interditaram uma fábrica que estava produzindo álcool gel falsificado. O estabelecimento fica localizado na Zona Rural do município de Três Forquilhas.

Os responsáveis não foram localizados e seguem sendo procurados. O delegado de Osório, João Henrique Gomes (responsável pelo caso), informou que as investigações continuam e que novas ações como essa não estão descartadas na região.

INÍCIO DA INVESTIGAÇÃO

Vale ressaltar que no último dia seis desse mês, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) já havia prendido um homem com uma carga de álcool gel. A prisão ocorreu quando o indivíduo trafegava em um caminhão na altura do quilômetro 83 da BR-101, em Osório. Ao todo foram apreendidos 10 frascos do produto falsificado. O motorista foi preso e encaminhado a Delegacia de Osório. Segundo o delegado Gomes, o preso trabalhava na fábrica interditada em Três Forquilhas. Desde a prisão a Polícia Civil segue investigando o caso.

Foto: PC